Bad Taste

 

Campinas, meados de abril de 2007. Estes são o local e a data em que 5 amigos tomam a decisão de juntar os pedaços de duas baterias velhas, reunir alguns instrumentos e passar a fazer barulho todos os domingos. A princípio, este “projeto” de banda chamava-se Ploc Monsters, chegando a fazer algumas apresentações pelos bares da cidade com esse nome. Até então, a proposta era simplesmente fazer músicas que unissem punk rock e filmes de terror, duas coisas muito apreciadas pelos integrantes do grupo.

No entanto, com o passar do tempo, o que era uma simples brincadeira tornou-se coisa séria. Aos poucos e de uma forma muito natural, foram surgindo músicas mais agressivas e letras com um conteúdo mais engajado, demonstrando que, realmente, uma nova fase estava começando. Sendo assim, já que as características musicais haviam mudado, obviamente, era necessário também mudar o nome da banda. A partir daí surge o Bad Taste, inspirado em um filme trash homônimo da década de 80 dirigido por Peter Jackson.

Nesses dois anos de existência, o Bad Taste já rodou por parte de Campinas e algumas cidades da região, como Indaiatuba, Osasco e Franca, inclusive dividindo espaço com bandas como Invasores de Cérebros, Zumbis do Espaço, Lixo Atômico e Civil Olydnad (Suécia).

Atualmente, por incrível que pareça, o Bad Taste ainda mantém a sua formação original, que conta com: Melo (vocal), Du-Póka (baixo), Zigoto (guitarra solo), Bozó (guitarra base) e Gadigoza (bateria). Recentemente o grupo gravou sua primeira demo, só que por falta de tempo, grana e vergonha na cara, as cópias da gravação ainda não foram feitas. Há alguns dias atrás também foi lançada na internet uma montagem em forma de clip da música “Cerveja”. Pra conferir é só procurar no You-tube.

Enfim, o Bad Taste é uma banda que faz um Hard Core sujo regado à levadas de punk rock, trazendo influências que vão desde Ramones, Misfits e Cock Sparrer até Ratos de Porão, Rattus, Riistetyt e Varukers. Suas músicas, em geral, são curtas e possuem letras que vão direto ao assunto, abordando, principalmente, os problemas sociais, econômicos, políticos e ambientais da nossa sociedade atual. Porém, é claro, os rolês, os camaradas, os momentos bizarros da vida, as tretas do dia-a-dia e as histórias de bebedeiras também ganham espaço entre as composições. Em resumo, a fórmula que define o Bad Taste é simples: são 5 caras loucos por barulho e cerveja que fazem do Hard Core e da cultura underground suas principais fontes de inspiração, criação e luta. Felizmente, este é um ideal compartilhado por centenas de pessoas, não só em Campinas, mas em todo o interior paulista, fazendo com que a cena na região fique cada vez mais forte.

Comentários

comentários

Cremo é idealizador e fundador do Cultura em Peso, Asatrú, amante incondicional da fotografia e da cena underground, na qual vive intensamente há 16 anos. Formado em Redes para Computadores, é ex-vocalista das bandas La Tormenta (Grind) e Dead Bush (Punk), ambas de Minas Gerais. Ouve de Punk Rock a Metal Extremo, tendo como principais bandas na sua playlist Ratos de Porão, Napalm Death, Extreme Noise Terror, Circulo Activo, Amon Amarth, Elluvetie e Lacerated and Carbonized. Literalmente um Viking que não marca território: o mundo é sua morada. Lê constantemente sobre política, religião, história das guerras e a autodestruição humana que não aprendeu até hoje a viver com as diferenças. Some com a cena ou suma dela mesmo, agora!

Matérias relacionadas