Clenched Fist

 

Perguntas: Silvão

Respostas: Clenched Fist

Fale-me sobre o início da carreira de vocês,dificuldades que tiveram no início etc?

Bem , primeiramente obrigado pela oportunidade. Bom falando do inicio da banda, tudo nessa época é difícil, principalmente na escolha de integrantes, isso é muito importante, falta de apoio,falta de grana,foi muito difícil para nós gravarmos uma demo por exemplo, pois não tínhamos grana para nada, mais estes são problemas quase que gerais para quem quer montar uma banda de metal, por isso temos que ser guerreiros e não desistir nunca, todos esses problemas não são nada se pensarmos no amor pelo heavy metal.

02- Como eram os primeiros shows?

Cara, felizmente, não enfrentamos muito esse lance de shows vazios no inicio, demos sorte de fazermos nosso primeiro show, em um dia que a casa estava lotada, ai todo mundo que estava lá, pode conferir nosso som e nossa proposta, acho que agradamos e dai para frente as coisas continuarão assim.

03- O que acham da atual cena de metal nacional?

Estou gostando muito do que vejo, bandas surgindo, e muitas com qualidades, a cena nacional é muito forte e não vai morrer nunca,disso podemos ficar tranqüilos, os bangers brasileiros são apaixonados pelo estilo de vida chamado heavy metal.

04- Está melhor ou não,se comparando aos anos 80?

São épocas diferentes, não podemos comparar, nos anos 80 era uma época mágica, de descobertas , não terá nada como aquela época, mais hoje em dia , parece que esta sendo resgatado, algumas coisas daquela saudosa época, são fazes diferentes, porem com algumas semelhanças.

05- Hoje em dia existe uma série de subgêneros novos dentro do estilo metal(Gothic Metal,Doom Metal etc..)enfim,um monte de estilos musicais as vezes até bem “diferentes” misturados ao metal.O que acham de tudo isto?

Cara , temos uma banda que faz heavy metal oitenta, somos apaixonados por esta época, então para nós o importante realmente , são estilos cravados na era oitentista, o que esta fora disso não nos interessa, queremos manter a chama ainda mais incandescente, e não ligados para misturas infrutíferas, eu particularmente até hoje quando escuto bandas daquela época, me arrepio a cada base de guitarra, não preciso de nenhum estilo novo, tenho tudo o que quero no passado.

06- E sobre este tal de “New Metal” de bandas como Korn,Deftones etc.O que acham disto?
Como disse, tudo que preciso para meus ouvidos, esta no passado não dou a mínima para estas bandas deste estilo.

07- O estilo que tocam são bem de bandas provindas da saudosa época da “NWOHMB”(New Wave Of British Heavy Metal),um estilo bem “oitentista” mesmo!! (anos 80).No início da carreira,tocando um estilo assim,vocês não achariam que o atual público metal iria achá-los um tanto assim “ultrapassados”,se comparando com a atual cena do metal,nos dias de hoje?

Tudo o que queremos é tocar o que realmente sentimos, o verdadeiro publico de metal, gosta de honestidade, e somos assim, amamos o som que fazemos e não estamos preocupados com criticas, primeiramente fazemos som para agradar a nós mesmos, se agradar outras pessoas, ótimo, mais primeiro acho que tem que agradar nosso coração, tocamos heavy metal pela paixão ao estilo nada mais.

08- Qual foi o maior show feito por vocês até hoje? Se comparando em termos de público?
Sem duvida o que tocamos com o “Candlemass”, esse dia foi mágico, tinha ali no evento umas mil pessoas, não vou esquecer isso nunca.

09- Como estão indo as vendas do último trabalho da banda,o cd “Tribute To The braves Ones”.
Está sendo bem aceito felizmente, pois é um disco de heavy metal, feito para faz de heavy metal, com muita humildade, mais também com muita honestidade, e os headbangers entenderam a proposta e fico muito feliz em agradá-los

10- Este cd está abrindo novas “portas” para a banda?
Claro que um disco lançado, é uma boa chance de divulgar ainda mais o som, tudo esta no eixo para nós e isso nos deixa muito felizes.

11- Dêem uma mensagem final?
Agradeço muito pelo espaço, e quero dizer a todos os loucos por metal, que apóiem as bandas nacionais, sejam elas heavy, speed, death, black metal, não importa, o importante ai é manter a chama incandescente, um banger abraço a todos que nos apóiam , e a todos que apóiam nosso undeground.

http://www.myspace.com/clenchedfistband

 

Comentários

comentários

Cremo é idealizador e fundador do Cultura em Peso, Asatrú, amante incondicional da fotografia e da cena underground, na qual vive intensamente há 16 anos. Formado em Redes para Computadores, é ex-vocalista das bandas La Tormenta (Grind) e Dead Bush (Punk), ambas de Minas Gerais. Ouve de Punk Rock a Metal Extremo, tendo como principais bandas na sua playlist Ratos de Porão, Napalm Death, Extreme Noise Terror, Circulo Activo, Amon Amarth, Elluvetie e Lacerated and Carbonized. Literalmente um Viking que não marca território: o mundo é sua morada. Lê constantemente sobre política, religião, história das guerras e a autodestruição humana que não aprendeu até hoje a viver com as diferenças. Some com a cena ou suma dela mesmo, agora!

Matérias relacionadas