Continuamos não Aturando

 

SALVE LOKOS! MANTENDO O FOCO NA NOSSA REGIÃO A COLUNA “TRIÂNGULO VERMELHO” DESTACA A BANDA DE UBERABA C.N.A. (CONTINUAMOS NÃO ATURANDO) QUE ESTÁ COM EP NOVO NA PRAÇA E MUITO PIQUE PRA LEVAR ADIANTE SEU HARDCORE/CROSSOVER DE PROTESTOSEMPRE EM FRENTE SEM DAR BOLA PRA ZOIÃO, VAMO QUE VAMO!JOKERPERGUNTAS: MANU “JOKER”
PRESPOSTAS: CNA

1) PRA COMEÇAR FALEM UM POUCO DO INÍCIO DA BANDA. VCS SÃO DA NOVA SAFRA HARDCORE DO TRIANGULO E ESTÃO A POUCO MAIS DE 6 MESES NA ATIVA. O QUE OS MOTIVOU A FORMAREM O CNA E QUAL A PROPOSTA MUSICAL?

CNA: A banda foi fundada pelo Matheus Cavera, no baixo e vocal e Rafael Garrafa na bateria, que convidaram a princípio apenas o Ivan Piruá para tocar guitarra, com intuito de tocar punk rock. Logo após um mês de banda, com 2 musicas ja compostas, o matheus resolveu ficar só no vocal e convidaram o Iuri Moita para fazer o baixo, mudando o estilo da banda para o hardcore de protesto. Infelizmente no decorrer do tempo houve um imprevisto e o Rafael Garrafa saiu da banda por problemas pessoais.
Convidamos em seguida o Renato Castor para fazer a guitarra e o Ivan Piruá passou para a bateria.
A motivação da banda foi a carência de bandas de hardcore sérias com o objetivo de passar uma mensagem critica e agressiva.

2) O CNA JÁ ESTÁ COM UMA DEMO NA PRAÇA (QUE PODE SER CONFERIDA NO MYSPACE DA BANDA : clique aquir ), FALEM UM POUCO SOBRE ESSE PRIMEIRO TRAMPO, COMO TEM SIDO A DIVULGAÇÃO, SHOWS ETC…

CNA: O primeiro EP foi gravado ainda com a formação antiga, no dia 12/07/08. A principal forma de divugação tem sido através da internet, com o download da EP disponível no 4shared e videos no youtube. se alguém se interessar pelo EP, ai vai o link. clique aquir
3) VCS SEGUEM UMA LINHA BASTANTE FOCADA NO HARDCORE DOS ANOS 80, QUAIS AS PRINCIPAIS INFLUENCIAS DO CNA E QUE BANDAS VCS TEM OUVIDO ATUALMENTE?

CNA: As principais influências da banda sao grupos como Psychic Possessor, DFC, Sociedade Armada, Ratos De Porão, Ação Direta,BSB-H e bandas com ritmos acelerados!

4) COMO VCS VEM O UNDERGROUND NA NOSSA REGIÃO?

CNA: Na região em geral é bom, tem bastante oportunidades de shows e formas de divulgação, porém focando em Uberaba, a cidade deixa a desejar.

5) ATUALMENTE O HARDCORE SE ENCONTRA DIVIDIDO EM VÁRIOS SUB-ESTILOS E QUANTO MAIS SE FALA EM UNIÃO MAIS SEPARADA A CENA FICA. COMO VCS VEM ISSO, SÃO A FAVOR DESSA SEPARAÇÃO INDO METAL-CORE PRA UM LADO, STREET PRA OUTRO, MELÓDICO PRA OUTRO, ETC? EU ENTENDO QUE AS DIFERENÇAS SÃO MUITAS EM UM ESTILO TÃO RICO, MAS AS VEZES TENHO A IMPRESSÃO QUE SOMOS UMA ARMA DO PRÓPRIO SISTEMA QUE ATACAMOS…

CNA: Como diz o Cara(João Gordo): “Todo mundo é jovem, todo mundo é a minoria, ficar brigando por causa de facção, de cabelo, de roupa, ignorância, temos que nos unir pra lutar contra a grande maioria”.

6) AI BOTO FÉ…FALANDO UM POUCO DE UBERABA, A CIDADE SEMPRE TEVE BOAS BANDAS DE HARDCORE, UM PÚBLICO BASTANTE ATIVO E RAZOÁVEL ESPAÇO PARA TOCAR, O QUE VOCÊS ACHAM QUE PODERIA SER FEITO PARA
QUE ISSO MELHORE AINDA MAIS?

CNA: Em questão de público na cena Hardcore uberabense tem caído bastante de um tempo pra cá. O que poderia ser feito para a melhoria, seriam mais investimentos e maiores eventos.

7) QUAIS OS PLANOS PRO FUTURO DO CNA?

CNA: Nossos planos para o futuro são continuar fazendo musicas, nos divertindo e transmitindo nossa mensagem por várias cidades da região ou até mesmo do Brasil.

8) OBRIGADO PELA ENTREVISTA GALERA. O CULTURA EM PESO AGRADECE A PARTICIPAÇÃO DO CNA E DESEJA BOA SORTE NA CORRERIA! O ESPAÇO É DE VCS PARA FALAREM O QUE QUISEREM:

CNA: Continuamos Não Aturando agradece o apoio de todos que estão aí do nosso lado. Valeu pelo respeito e espaço Manu(U-Ganga), Tito(Seu Juvenal), Cremogema(site Cultura em Peso), e a toda galera do movimento. Abraço.

 

Comentários

comentários

Cremo é idealizador e fundador do Cultura em Peso, Asatrú, amante incondicional da fotografia e da cena underground, na qual vive intensamente há 16 anos. Formado em Redes para Computadores, é ex-vocalista das bandas La Tormenta (Grind) e Dead Bush (Punk), ambas de Minas Gerais. Ouve de Punk Rock a Metal Extremo, tendo como principais bandas na sua playlist Ratos de Porão, Napalm Death, Extreme Noise Terror, Circulo Activo, Amon Amarth, Elluvetie e Lacerated and Carbonized. Literalmente um Viking que não marca território: o mundo é sua morada. Lê constantemente sobre política, religião, história das guerras e a autodestruição humana que não aprendeu até hoje a viver com as diferenças. Some com a cena ou suma dela mesmo, agora!

Matérias relacionadas