Lasse Ulvën

 

 

Perguntas: Joana

Respostas: Lasse Ulvën

Lasse, um prazer tê-lo na coluna, já que te admiro tanto como músico, como um grande amigo. Conte-nos da sua vida no Brasil, das bandas e projetos que participou. Quanto tempo permaneceu aqui? Como aprendeu a falar português tão bem?

Fico constrangido com elogios que nem mereço mas valeu.. Morei aí uns cinco anos, aprendi português escutando e falando, sem aulas, sem dicionário.. Uma banda lá do sul que chama No Rest tava precisando de um baixista para uma tour em 2004, como já andava com eles bastante entrei na banda. Outra banda em qual eu tocava chama Permanente Estado de Conflito.

Hoje residindo em Tampere, Finlândia, e torcedor do Internacional fanático, como “mata” as suas saudades do Brasil e do futebol?

Acompanho sempre os jogos do Inter!! Escuto na Rádio Gaúcha, via internet..esse ano Colorado vai pintar a America de vermelho novamente, tomara que dê certo hoje com Banfield!! Troco e-mails com amigos às vezes, mas tenho preguiça pra manter contato. Desculpa aí galera!!

Quais as bandas que integrou e ainda integra por aí? Fale um pouco sobre os projetos delas. E quais os instrumentos toca em cada uma delas?

Aqui faço vocal em uma banda que chama Kyklooppien Sukupuutto fazemos um hard-core com a nossa cara… Barulheira.. Novo EP nosso saiu agora nesse marco de 2010 (selos ‘Tuska & Ahdistus’ e ‘Primitive Air-Raid’)..esse é a única banda que alguém pode conhecer..to começando outro projeto Kirottu ääni que também é nóia e barulheira..mas sobre isso não tenho muito que falar ainda, primeira gravação já foi feira e vai sair em K7 nos próximos meses.. Chequem Kyklooppien Sukupuutto ‘Hypernation Chainsaw Exorcism’ Tour 2010:
06 05 Montreal, QC @ Death Church W/ ABYSSED, ACCIDENT, DISKONECTED
07 05 Montreal, QC @ TBC W/TBC…. OR CAMPING (fukkin local hirvis)!!
08 05 Toronto, ON @ 460 Café W/SAKHALIN, SICK ERROR, MOLESTED YOUTH, ILLEGAL
09 05 buffalo, NY @ THE FUNERAL HOME W/ BROWN SUGAR, RESIST CONTROL, VESSEL, NEUTRON RATS
10 05 Rochester, NY @ THE BUGJAR W/ ASSBEER, NARCS, DEATH CAMP
11 05 Albany, NY @ ODD FELLOWS HALL W/ RESIST CONTROL, ACID REFLUX, THE GRABOIDS
12 05 Boston, MA W/ BRAIN KILLER, CONFINES, WASTE MANAGEMENT
13 05 Western Mass, MA @ REBEL SOUND RECORDS
14 05 Brooklyn, NY @ THE CHARLESTON W/ DRY SPELL, THE OMINOUS ORDER OF FILTHY MONGRELS, POLLUTION
15 05 New York, NY @ ABC NO RIO W/ACID REFLUX, STARING PROBLEM, CRAZY SPIRIT
16 05 Baltimore, MD @ CELEBRATED SUMMER RECORDS
17 05 Bethlehem, PA @ SECRET ART SPACE W/ FLORENCE AND LIBBY, JOHN FONDA
18 05 Pittsburgh, PA @ 3030 POLISH HELL W/ DO CRIMES, RATFACE
19 05 Cleveland, OH @ NOW THAT’S CLASS W/ CIDER, PIGSTICKER, SPORTS BRA
20 05 Detroit, MI @ COMET BAR W/ LIVE TO KILL, TAISTO
21 05 Milwaukee, WI @ GROUND ZERO W/ LA URSS (Esp.), BORED STRAIGHT, DEEP SHIT
22 05 Chicago, ILL W/ LA RUSS (Esp.)
23 05 Minneapolis, MN @ RATHOLE W/ QUESTION, ANIMALS, BEAST
24 05 Kansas City, MO @ STUDDED BIRD W/ DARK AGED
25 05 Oklahoma City, OK
26 05 Fort Worth, TX @ 1919 HEMPHILL W/ UNIT 21, LA URSS (Esp.), NEVERSKADE, ROTUNDUS
27 05 Austin, TX @ CAOS IN TEJAS
28 05 LOST IN
29 05 CAOTIKK TJEJAS
30 05 New Orleans, LA @ HIHO LOUNGE W/ TWIN STUMPS, KIM PHUC
31 05 Sarasota, FL @ JOINT COLLECTIVE W/ MURDER-SUICIDE PACT
01 06 Gainesville, FL W/ WORLDS
02 06 Atlanta, GA @ 585 WELLS W/ BUKKAKE BOYS, RALPH & CURMUDGEON
03 06 Raleigh, NC
04 06 Richmond, VA
05 06 Philadelphia, PA @ TERRORDOME W/ BALLISTIK
06 06 Providence, RI @ 201 W/ WHITE LOAD, LIFERS

Em quais países já esteve? Qual mais gostou? E por quê?

No Rest já tocou em vários países na America do Sul e em quase todos os países da Europa. Mas viajar assim fazendo turnê é diferente, você não chega ficar em nenhum lugar, chega numa cidade, toca, faz festa, dormi um pouco e já tem que viajar de novo. Então, fora o Brasil e a Finlândia, não conheço outros lugares suficientemente bem pra dizer se gosto ou não. Gostaria de voltar pra Valparaiso no Chile. A cidade me deixou com ótima impressão. Se tivesse que escolher entre Finlândia e Brasil então, seria muito difícil. Os dois têm tantas coisas boas e ruins. Aqui boa é a sensação de segurança, física e financeira. Mas faltam outras coisas, falta espiritualidade, falta sentimento. Acomodado demais. Como aí tudo é inseguro demais. Mas pessoas reclamam muito menos apesar de terem menos. É mais honesto. Como escolher entre ser morto em qualquer esquina qualquer hora ou ser morto lentamente pelo tédio?? Mesmo estando aqui agora eu acho que preferiria deixar o ocidente e sua decadência.

Qual o seu festival favorito? Qual foi o melhor em que já tocou e com que banda? E qual ainda não participou que gostaria de fazer parte?

É Puntala, claro heheh, tenho que trazer essa taça de melhor festival pra casa. Mas na real não é nada mais que um monte de loucos bebendo no meio do mato. Ninguém lembra depois quais eram as bandas que tocaram ou se assistiram alguma ou não porque estavam tão bêbados, mas é uma maravilha.. Ano passado tocou Ratos de Porão e Lobotomia (desculpa ai geral, foi mal heeheh..) e foi muito foda!! O melhor show em festivais que eu toquei, porem não foi em Puntala e sim com No Rest na Republica Tcheca.. Mas não me lembro o nome do festival, nem da cidade não.. Outro festival que dizem que é bem louco é ‘Caos in Tejas’ em Austin, Texas, Estados Unidos. Nunca fui lá, mas Kyklooppien Sukupuutto vai tocar com Bastard, Crow, Inquisition, X, Subhumans, Poison Idea, Leatherface, Toxic Holocaust etc, etc. em maio, tomara que seja da hora.

Sua música, filme, livro, letra e comida e bebida favoritos.

Tá pedindo demais!! Tenho que escolher um só de cada?? Não vai dar!! Filme, nossa tem tantos,.dos diretores famosos ‘hollywoodianos’ meus favorito deve ser Polanski..e ele nem sempre acertou, mas algumas coisas como “Repulsion”, “ Rosemary´s Baby”, “The Tenant” e “Chinatown” são tão bons que to colocando eles na frente de Kubrick, Scorsese, Coppola e outros. Mas prefiro filmes europeus. Como do Herzog, Bela Tarr, Fassbinder, Haneke.. Do Brasil “Deus e o Diabo na Terra do Sol” do Glauber Rocha. Dos filmes finlandeses recomendo “Kahdeksan Surmanluotia”, “Maa on Syntinen Laulu” and “Katsastus”..
Musica é pior ainda de escolher só uma favorita, nem sei qual é meu estilo de musica favorito.. Vamos escolher entre os favoritos barulhentos então..hmm Neurosis, Discharge, Darkthrone, mas não dá..têm tantos outros..SORTO!!
Letra, não consigo escolher também, mas meu favorito letrista é sem duvida Ian Curtis.
Dostojevski. Becherovka. Sorvete

Tive a oportunidade de ter em mãos e trazer para o Brasil alguns LPs do Permanente Estado de Conflito de Porto Alegre e vi que você mesmo fez as artes de lado A e lado B em cada vinil. Acho muito importantes esta parte do “Do it Yourself” que não deve ser perdido. Fale mais sobre esta atividade aí na Finlândia.

A verdade, na real, é que não tinha uma arte pra colocar no rotulo dos discos e isso tava atrasando, daí mandei prensar sem nada e pensei “vou me preocupar com isso depois” A idéia não foi tão ruim, é um trampo pintar 500 discos mas assim cada um fica único..Pena que não tenho nenhum talento como artista plástico, a maioria dos rótulos ficaram muito feios, mas a musica é feia também, então tá bom..

Um recado aos amigos brasileiros que esperam sua volta.

Tenho que me organizar, mas to louco pra chegar aí. Estagnação é foda!!

Um sonho. Uma luta. Uma Verdade.

Sonho: parar de pensar. Luta: constante. Verdade: não existe.

Lasse Ullven por ele mesmo.

Humilde megalomaníaco.

Lasse Ulvën
E-mail: [email protected]
Myspace: www.myspace.com/norestpunk
www.myspace.com/permanenteestadodeconflito
www.myspace.com/kyklooppi

Comentários

comentários

Cremo é idealizador e fundador do Cultura em Peso, Asatrú, amante incondicional da fotografia e da cena underground, na qual vive intensamente há 16 anos. Formado em Redes para Computadores, é ex-vocalista das bandas La Tormenta (Grind) e Dead Bush (Punk), ambas de Minas Gerais. Ouve de Punk Rock a Metal Extremo, tendo como principais bandas na sua playlist Ratos de Porão, Napalm Death, Extreme Noise Terror, Circulo Activo, Amon Amarth, Elluvetie e Lacerated and Carbonized. Literalmente um Viking que não marca território: o mundo é sua morada. Lê constantemente sobre política, religião, história das guerras e a autodestruição humana que não aprendeu até hoje a viver com as diferenças. Some com a cena ou suma dela mesmo, agora!

Matérias relacionadas