Lolitas

 

 

Perguntas por Silvão

Respostas: banda Lolitas

1-A quanto tempo existe a banda? E qual a proposta de vocês?

A banda existe desde Novembro de 2006. A idéia sempre foi de protesto, mandar uma idéia legal falar do quanto as pessoas não podem ficar caladas, paradas esperando as coisas acontecerem, melhorarem…Falar de preconceito e principalmente mostrar na prática do que mais as mulheres são capazes.rs

2-Existe alguma influencia em alguma banda feminina nacional ou estrangeira na musica de vc’s?

Ah,têm muitas influências sim, bandas femininas nacionais tipo Mercenárias, Mesntruação Anarkika, Bulimia, Kaos Klitoriano, e as de fora também tipo Anarkadas, L7 e por ai vai. Fazemos covers de algumas delas..Mas também recebemos influências dos ‘clássicos’ do punk rock nacional, tipo Cólera, Ratos, Olho Seco etc etc..

3-Tem algo ja gravado?

Até gravamos um split junto com Xtoze, banda que a Fê toca batera também, mas decidimos não destribuir porque infelizmente ficou uma merda a gravação…rs .. Mas os planos são para até Março sair um cd de estúdio mesmo, com maior qualidade..rs

4-O que vc’s acham do movimento “Riot Girl” e do feminismo nos dias de hoje?

O movimento Feminista nos trouxe bastante conquistas, muita coisa foi feita graças as mulheres que abraçam de verdade a causa de não se submeterem ao egoísmo e ao terrorismo machista.E não só pra mulheres, mas aos homens também, muitos perderam o ‘medo’ de parecerem frágeis, por exemplo, a pose de machão está sendo deixada pra trás aos poucos..Ta certo! Se os seres humanos têm la seus momentos de insegurança, porque não demonstra – los, as vezes? Porque é homem, e homem não chora…? rs rs . Então acaba que também influência nessa parte, saca?!
O feminismo não morre nunca, enquanto tiver uma pessoa lutando para o fim da banalização do corpo da mulher, pelo fim da violência doméstica, enquanto estivermos saindo pra trabalhar e pagar nossas próprias contas, sem aceitar dominação de alguém, o feminismo vai existir. Vemos as Riot como uma continuação desse movimento, só que com + música envolvida.É essa nova geração que fará cada vez mais forte as escolhas e a participação feminina na sociedade.

5-Participam de algum movimento feminista e sao ativistas em alguma causa ou proposito?

Sim. Não só por meio das letras da banda, mas movimentações na nossa cidade e também pelo zine INFO RIOT que está no site www.girlsmusiczone.com.br . O zine fala dessas lutas e conquistas, esclarece dúvidas a esse respeito, e também fala da saúde da mulher e da importância de ficar ligada , em se cuidar e de auto – estima também.

6-Ja tocaram fora do estado de Minas?

Ainda nem rolou de tocar fora de Minas. Já rolaram vários convites, mas sem ajuda nas passagens, daí fica complicado pra gente saca?! rs

7-E qual maior show a banda ja fez ate hoje?

Grandes shows já aconteceram, pelo interior em festivais como o ‘old school festival’ em Divinópolis que está ganhando um nome bacana e tudo + O público aumenta a cada edição, não sabemos ao certo a quatidade de pessoas no dia em que tocamos…Aqui em Contagem rola um grande festival chamado Contart com apoio do município, esse ano tocamos pela primeira vez, foi bacana..

8-Tem planos de tocarem por aqui em Sao Paulo?

Ah, rolando convite a gente anima! Mas como não rolou de atender a alguns convites pelo problema da grana da passagem mesmo, por enquanto nada certo.

9-Ja tem repertorio novo e novas musicas prontas?

Já sim..Começamos o ano com animação…rs. Só nesse mês de Janeiro rolou de fazer e ensaiar umas 5 músicas novas já. É bom que já da um ‘up’ pro cd..rs

10-O que acham desta nova safra de bandas femininas nacionais como Bulimia etc….

Nossa, aqui em Minas está ‘pipocando’ de bandas femininas novas..Vários estilos, do Pop Rock ao Hard Rock. E nem é só aqui, é no país inteiro.. Por meio da internet, temos contatos com bandas de tudo que estado e estilos diferentes. A cena está crescendo muito e rápido..Ninguém pára essas meninas..rs

11-Tem planos de lançarem um cd ainda este ano?

Pois é, esse ano sai sim..Acreditamos que até Março rola de gravar o cd sim..

12-Falem mais sobre as mensagens das letras de suas musicas?

Bem, tentamos abordartemas que fazem as pessoas refletirem. Sobre a sociedade em que vivemos e como podemos contrinuír para a sua tranformação. Problemas políticos, guerras, injustiças, preconceitos e feminismo também não pode faltar no nosso repertório. Falamos das conquistas, das lutas, do machismo tão presente ‘nesse mundo evoluído’. É pras mulheres sacarem que PODEM e DEVEM tomar conta da sua própria vida e luta. E por ai vai, dá pra falar aqui 1 ano do que tentamos representar com nosso som..rsrs

Bom,assim sendo espero ter colaborado um pouco com o trabalho de voces blz!

Um Beijao a todas e Feliz 2009!!

É CONTESTANDO QUE CONQUISTAMOS!!!

Um grande abraço!
A banda.

Érica Cristine
Cris Faria
Fernanda Gomes

Kênia Araújo

Myspace

Comentários

comentários

Cremo é idealizador e fundador do Cultura em Peso, Asatrú, amante incondicional da fotografia e da cena underground, na qual vive intensamente há 16 anos. Formado em Redes para Computadores, é ex-vocalista das bandas La Tormenta (Grind) e Dead Bush (Punk), ambas de Minas Gerais. Ouve de Punk Rock a Metal Extremo, tendo como principais bandas na sua playlist Ratos de Porão, Napalm Death, Extreme Noise Terror, Circulo Activo, Amon Amarth, Elluvetie e Lacerated and Carbonized. Literalmente um Viking que não marca território: o mundo é sua morada. Lê constantemente sobre política, religião, história das guerras e a autodestruição humana que não aprendeu até hoje a viver com as diferenças. Some com a cena ou suma dela mesmo, agora!

Matérias relacionadas