In Case of Carnage – Itália

 

1- Diga-nos como tudo começou?

Oi man! Primeiro de tudo, muito obrigado por esta entrevista, é alguém respondendo incrível que realmente ama a música!
Ok, a banda foi criada em 2009 pelos dois cantores Paolo e Helleonore, no primeiro periodo decidimos tocar brutal death, mas depois de poucos meses, mudou de direção, porque percebemos que tech-death foi a melhor maneira (para nós ) para tocar música!

2- Como foi a idéia de ter dois vocais na banda? Essa mescla de vocal masculino e feminino foi bem aceita pelo público da região?

Na verdade, ela fundou a banda há alguns anos (2007/2008), juntamente com Paolo, e ela procurou os outros membros naqueles anos, então … esta banda existe por causa dela!
É sempre difícil responder a esta pergunta, nós realmente não entendemos por que alguém deve ter problemas se houver uma menina em uma banda, quero dizer, se as meninas canta material melódico em uma banda de death metal, ok, talvez seja um pouco “fora de contexto”, mas se ela canta com gritos grandes .. por que é tão importante que ela é uma menina?
Pensamos que, se alguém é bom, com um instrumento (ou voz), é apaixonado por tocar, e tem a possibilidade de tocar … por que não ele / ela? que não é importante se esta pessoa é do sexo masculino ou feminino.
De fato, nossa cantora foi bem aceita pelo nosso público, quero dizer, você já a ouviu? Essa é a melhor resposta!
Então, nós temos dois vocalistas, porque decidimos que desta forma (por exemplo, como guitarras), podemos ter mais possibilidades para a construção de linhas de vocais (quando fazemos duas linhas diferentes) e têm mais impacto quando cantamos juntos.

3- é muito peculiar esta mistura de death metal com um pouco de jazz e deathcore, como essas idéias surgiram?

Bem .. é simples .. surge a idéia das influências que todos nós temos! Uma pessoa prefere ouvir (e tocar) death metal, alguém está mais em coisas progressiva e assim por diante .. é por isso que decidimos misturar todos esses tipos de música, nosso objetivo é criar algo estritamente “pessoal” como música .. como uma “marca” para esta banda!

4- Quais as influencias da banda?

Nossas influências são infinitas!
Podemos começar com mestres clássicos  do dDeath, Sinister, Master, Bolt Thrower , e assim por diante .. passamos por modern death e tech-death como Obscura, Nercophagist, Aborted, Dying Fetus .. e também através de um material pouco como deathcore stuff like Whitechapel, Carnifex, All Shall Perish … sem esquecer Meshuggah, Animals As Leaders, Atheist, Cynic Pestilence .. e assim por diante .. Todas essas bandas são parte de nossas influências, mas .. temos outras influências também .. não as de metal, tais como Jazz, Progressivo, Funk e Fusion ou Ludwig van Beethoven, Wolfgang Amadeus Mozart .. e música clássica, na verdade nós estamos em um monte de gêneros musicais!

5- Formada em 2009, o primeiro show so aconteceu em 2011, porque demorou tanto?

Ok, no primeiro período  decidimos tocar um tipo de música diferente, algo como brutal death metal, então estávamos focados em criar esse tipo de música, mas nós tivemos um monte de problemas com nosso line-up, de modo que é o razão para os anos de inatividade (apenas os shows ao vivo, porque éramos ativos na criação de nossa música), então encontramos as pessoas certas para este projeto e, depois de um pequeno período de “correção” sobre as músicas .. tivemos o nosso primeiro show!

6- jogo rápido:

4 bandas nacionais: É impossível responder isso, há muito mais do que 4 bandas para citar, muitos mais …!
4 bandas internacionais: Podemos dizer as bandas que nos referimos antes em nossas influências
1 cd: “Slayer – Show No Mercy”
1 livro: “O Código Da Vinci”
Roma: em. .. nossa cidade, nós há amamos.
Metal: A nossa música, nossa paixão
Uma frase: “Don’t stop playing, metal up your ass”

7- Recentemente voces lançaram uma demo, conte-nos como foi a produção deste trabalho. Que equipamento vocês usaram, em qual estudio foi gravado, e quem masterizou?

Gravamos nossas músicas em Hombrelobo estúdio em Roma, com “V.Fisik” (quem queremos agradecer muito muito muito) em termos de equipamento usado para as gravações, usamos Mesaboogie Triplo Rectifire para guitarras, MARK baixo para baixo, para a vocais usamos os microfones de estúdio de gravação de tubo (Mics AGK), eo drumset pessoal inteiro pertence ao nosso baterista.
Edição, mixagem e masterização foi feita no mesmo estúdio pela mesma pessoa.

8- Qual a maior dificuldade para uma banda  de Roma começar a tocar?

Os clubes, este é o maior problema na cidade, temos 2 ou 3 clubes e milhares de bandas, por isso há sempre problemas de planejamento dos shows e assim por diante …
Esse é o maior problema.

9- É verdade que todos nunca tinham tocado em um show antes de sua primeira apresentação em novembro do ano passado? Como essa primeira experiência?

Apresentação em novembro do ano passado? Desde essa primeira experiência?
Não é totalmente verdade, para alguns de nós, foi o primeiro show em nossas vidas … e para outros não foi! Essa é a verdade, mas foi o primeiro show com este line-up!
E é uma das nossos melhores lembranças!

10- Qual a profissão de cada integrante?

Nós todos temos profissões diferentes, a nossa cantora Hellonore é uma tatuadora, eu trabalho em uma empresa, os nossos guitarristas trabalham com computadores, nosso baixista e nosso baterista são estudantes, um é em Geologia na universidade e o outro está a estudar bateria …..

11- Contatos merchan?

Estamos criando nossa página BigCartel, por isso precisamos de um pouco mais de  tempo  e o merch contato estará pronto!

12- Projetos para 2013?

Oh man… isso não depende de nós! Gostaríamos apenas de dar os “fãs” como a música tanto quanto possível! Mas você sabe, tomar como exemplo alguém que vive fora da Europa … como eles podem ouvir-nos ou ver-nos tocar um show ao vivo, se não são suportados por uma gravadora que promove as tours? É impossível!
Portanto, para o futuro, para 2013, gostaríamos de encontrar uma gravadora interessada em nossa proposta de música que pode nos ajudae a alcançar nossos objetivos, e nossos objetivos são: Música, música, música e música!!

13- Mensagem da banda?

Nem uma mensagem .. mas apenas os nossos agradecimentos a todos que tem apoiado, suportes, e continua a apoiar-nos de qualquer maneira possível, com o Facebook, em um show ao vivo, a compra de nosso merch, tudo!
Nossa mensagem é .. Obrigado a todos vocês.

https://www.facebook.com/InCaseofCarnage

 

Comentários

comentários

Cremo é idealizador e fundador do Cultura em Peso, Asatrú, amante incondicional da fotografia e da cena underground, na qual vive intensamente há 16 anos. Formado em Redes para Computadores, é ex-vocalista das bandas La Tormenta (Grind) e Dead Bush (Punk), ambas de Minas Gerais. Ouve de Punk Rock a Metal Extremo, tendo como principais bandas na sua playlist Ratos de Porão, Napalm Death, Extreme Noise Terror, Circulo Activo, Amon Amarth, Elluvetie e Lacerated and Carbonized. Literalmente um Viking que não marca território: o mundo é sua morada. Lê constantemente sobre política, religião, história das guerras e a autodestruição humana que não aprendeu até hoje a viver com as diferenças. Some com a cena ou suma dela mesmo, agora!

Matérias relacionadas