Falando sobre o manifesto passe livre na cidade de Criciúma

DSC08701Ainda estou arrepiado com tudo o que vi nesse dia de manifesto na cidade de Criciúma dia 20/06/13.

Meu dia se iniciou com a elaboração de cartazes que após o manifesto se tornaram somente um monte de papel, mas foi tudo valido.
Saímos da cidade em 4 amigos de baixo de chuva esperando no máximo 2 mil pessoas nas ruas de Criciúma, mas o susto que tomamos ao chegar no parque das nações (local de concentração) foi grande.
Foram estimadas 15mil pessoas gritando nas ruas de Criciúma e ali eu pude ver ainda pasmo e em alguns momentos arrepiado que realmente o povo acordou e espero que não volte a dormir.
Também pude ver pasmo/arrepiado que agora finalmente lá na frente terei algo pra me orgulhar da minha geração, pois fomos às ruas gritar por um ideal e por mudança.

Vimos no local punks/anarquistas erguendo a bandeira com o anarco, mas pacificamente.
E quem já leu meus textos anteriores postados aqui pode notar que isso me deixou feliz.
Pois ali se implantou uma luta anárquica na qual eu creio a de (derrubar para reconstruir).

Mas para não ser chato e falar somente disso podemos citar o grito de 15mil em frente a prefeitura da cidade, ou os senhores que estavas na passeata juntos a toda uma massa juvenil.
E não posso deixar de citar o momento que mais me emocionei quando com um cartaz de “ABRAÇO GRÁTIS PM” conseguimos abraçar a militares e por isso fomos aplaudidos por alguns manifestantes.

E para terminar só quero convidar os que ainda não saíram às ruas para gritar para saírem.
Pois nesses determinados momento da geração 2000 estamos fazendo historia e você pode ser parte dela!

#venhamasruas
#despertemseaindadormem
#façamoshistoria

(Por Pânico)

 

 

Comentários

comentários

Matérias relacionadas