Poesias Marginais

Poesias Marginais
Globalização
Mais uma vez no grande mundo
O capitalismo saiu vencedor
E prevalece sobre a humanidade
O poder de um país explorador
O mundo nas mãos do poder americano
Ditando as novas regras
Vem surgindo uma nova era,
A era do mundo da globalização

Surgem-se as idéias neoliberais
A livre comercialização global
São os países do terceiro mundo
Nas mãos do banco mundial

Descarrega sobre a miséria
A mais insânia exploração
As ideias neoliberalistas
É colocada como uma nova solução

Morte ao capitalismo egoísta!

 

 

Comentários

comentários

André (Comix) 31 anos, começou a escrever poesias e alguns textos há mais de 10 anos, com o intuito de divulgar ideias libertárias, através da arte dos versos marginais, onde durante algum tempo (2002 á 2005), as poesias criadas nas ruas, foram sendo utilizadas como forma de resistência através de mangueio, onde os indivíduos eram abordados nas ruas, e depois de uma troca de ideia sobre o trabalho e reflexão, deixa um espaço em aberto para contribuições espontâneas, para sobrevivência do autor em diversos rolês, em várias cidades do interior paulista e para manter a ideia em atividade.

Matérias relacionadas