Entrevista com Disorder of Rage

DisorderOfRage Promo Pic 2014 (3)

Entrevista respondida por Roque Dortribe .

1- No ano de 2000 surgiu a banda, como você via o cenário em Mogi Guaçu naquela época? E como isso interferiu no nascimento da banda?

Cara, naquela época éramos todos moleques sem pretensão nenhuma, só queríamos tocar sem se importar onde, como, nem com que equipo seria,
onde chamavam íamos, mesmo sem pagarem viagem nem nada. Chegamos a tocar no RJ, em MG, tudo nesse esquema sangue no zóio mesmo hehehe. Como tinha
algumas bandas na cidade, motivou a gente a também entrar no circuito, tanto que daquela época só a gente está ai quebrando a cabeça ainda hehehe

Era uma época muito louca, rolavam vários shows no esquema DIY da coisa, nos bares e tal … e bombavam. Hoje em dia esta tudo parado,
algumas bandas novas surgindo mas o povo deu uma estagnada, não saem mais de casa, são poucos os que vão aos shows.
Na região em geral está assim, é sempre a mesma galera que cola mesmo. Quando rola banda cover vai muito mais gente, infelizmente.

2- De onde surgiu a ideia de deixar evidente a mescla de estilos como hardcore, death metal e thrash metal na proposta da banda?
De nossas influências mesmo. Principalmente no inicio, onde éramos 5 caras que curtiam estilos variados, do Thrash old school até o metal mais moderno, tanto que em nossa primeira demo se percebe umas influências mais modernas, afinações super baixas com vocais mais falados, uma lance mais direto meio Obituary com Hatebreed, Sepultura e Machine Head das antigas, era bem variado. Chegamos a nos próprios rotular de ‘ThrashNewDethCore’ hehehehe coisa de muleque louco. Mas com o tempo e mudanças na formação seguimos moldando nosso estilo com essas influencias, principalmente o Thrash, o grindcore e o Death que ainda estão evidentes em nosso som.

3- Entre mais de 150 bandas cadastradas vocês conquistaram o primeiro lugar em  “A VEZ DO BRASIL” no ano de 2003. Nos conte que premio é este, e como foi todo  processo. Este prêmio ainda existe?
Velho, foi meio insano hehehe porque nosso antigo guitarrista (Iori), mandou nossa demo pra rádio 89fm e nos avisou sobre o evento, não botamos fé porque a rádio não rolava som porrada, já tava entrando naquela onda mais pop e tal. De repente um dia nos ligaram e estávamos selecionados, acho que éramos a banda mais ‘podre’ do festival hehehe tinham bandas com mais de 10 anos de estrada, CD’s lançados, uns caras que tocavam pra caralho, mas fomos lá, fizemos nossa parte e conseguimos conquistar o primeiro lugar entre tantas bandas cadastradas. Tinha uma galera lá, umas 6 ou 7 mil pessoas e saímos com todos gritando nosso nome, foi animal. Até hoje o melhor show que fizemos sem duvida. Quanto ao Prêmio foi instrumentos pra banda toda, guitarra, baixo, batera, amplificadores, microfones … uma banda completa, o que salvou nossa vida na época porque estávamos numa pindaíba da porra hehehehe hoje o troféu tá pendurado na parede do meu quarto.
Troféu 89fm detalhe placa Troféu 89fm

4- Como foi a gravação dos videos para “Tribe Magazine” ? Foi uma experiência nova pra banda?
Foi uma novidade pra gente, nunca tínhamos feito nada em vídeos até então. Íamos fazer um show junto com Funeratus, que se não me engano chegou a gravar algo no dia, não me recordo bem. Como eu já conhecia o Ciero de longa data, rolou o convite pra gente estar na parada também, ai eles matariam dois coelhos numa cajadada só. E foi feito no mesmo dia dos caras. Deu uns problemas no som e tal, mas ficou bom apesar de não termos tido muito tempo pra nos preparar e não termos experiência alguma com filmagens. Até hoje têm gente que lembra da banda devido esse DVD.

5- A banda esta prestes a entrar em estúdio, qual será o nome do cd? Quem cuidará da arte gráfica da banda?
Espero que saia esse CD logo, estamo parecendo o Guns ‘n’ Roses com o ‘Chinese Democracy’ hehehe trezentos  anos pra lançar o material e nada hehehe
Então, o nome do CD será ‘Reborn in Chaos’, mas não sei se até lá será esse, muita coisa pode rolar ainda e podemos ter mudanças no andamento da coisa. A arte provavelmente será feita por um amigo das antigas da banda, que chegou a mostrar uns esboços e ideias muito interessantes … mas é como disse, muita coisa pode rolar ainda.

6- Dos primeiros discos para a próxima gravação, o que a banda não levara para o estúdio? O que foi feito antes que não sera colocado em pratica dessa vez?
Hoje temos mais know how pra gravar, timbrar uma guitarra, como fazer o esquema, não ficará todo à cargo do cara do estúdio que for gravar. Estou estudando produção musical, então já irei somar isso no disco. já temos o direcionamento da coisa toda, as prés, já sabemos o que queremos, isso já é um avanço ao entrar no estúdio. Serão 11 musicas, sendo 2 em nossos set list à um tempo, mas nunca gravadas até agora, e o restante coisa nova. Vai ser um disco direto, sem frescura, naipe Terrorizer da coisa … musicas atrás de musica e porrada na oreia hehehe.

7- Jogo rápido:

4 bandas nacionais: Krisiun, Claustrofobia, Ratos de Porão, Andralls
4 bandas internacionais: Soulfly (tá mais gringa que nacional essa porra hehehe), Machine Head, Misery Index, Decapitated
4 bandas de Mogi Guaçu: Zenith, Nervous, Hateface, Insignia
1 cd: Beneath The Remains – Sepultura
1 livro: A Arte da Guerra – Sun Tsu
Metal: Tá no sangue
Frase: “O cara que toca pra caralho é aquele que consegue atingir o coração das pessoas, seja através do choro, da raiva ou qualquer sentimento” _andreas Kisser (Sepultura).

 

DisorderOfRage logo10anos
8- Quais são as principais influências da banda?
De cada um são diversas, até difícil de listar, mas é focado no Thrash/Death Metal porrada com umas influencias de Grindcore aqui e ali.

9- Como são feitas as composições da banda?
Normalmente eu ou o Rubens chegamos com as ideias e vamos lapidando nos ensaios … mas as vezes sai algo de uma batida na batera, ou de alguma brincadeira que alguém faz no ensaio e soa legal. Mas no geral vem de mim ou do Rubens, pois estamos sempre compondo coisas nas nossas casas, aí levamos um pro outro, trampamos em cima já com uma linha de batera que eu programo no pc e depois vamos aprimorando nos ensaios, onde cada um coloca seu jeito de tocar.

10-  O que o novo cd terá a oferecer de diferente dos álbuns anteriores?
Uma sonoridade direta, uma banda mais madura tocando um som mais pesado e brutal que antes, com riffs cortantes e batera a mil. E uma produção melhor hehehe.

11- Merchandise e contatos:
Nosso merch completo pode ser conferido no álbum ‘merch’ do Facebook da banda: http://www.facebook.com/disorderofrage
E contatos pra shows e até pra compra dos merch podem ser ou pelo face ou pelos mails: [email protected] ou [email protected]

12- Considerações finais:
Valeu ae pelo espaço cedido e pela força no underground. Logo menos o caos terrorista musical se espalhará por aí … aguardem !!!
Let the Chaos Reigns !!!

LINKS:
MUSICAS: http://www.soundcloud.com/disorderofrage
PAGINA NO FB: http://www.facebook.com/disorderofrage

 

Comentários

comentários

Cremo é idealizador e fundador do Cultura em Peso, Asatrú, amante incondicional da fotografia e da cena underground, na qual vive intensamente há 16 anos. Formado em Redes para Computadores, é ex-vocalista das bandas La Tormenta (Grind) e Dead Bush (Punk), ambas de Minas Gerais. Ouve de Punk Rock a Metal Extremo, tendo como principais bandas na sua playlist Ratos de Porão, Napalm Death, Extreme Noise Terror, Circulo Activo, Amon Amarth, Elluvetie e Lacerated and Carbonized. Literalmente um Viking que não marca território: o mundo é sua morada. Lê constantemente sobre política, religião, história das guerras e a autodestruição humana que não aprendeu até hoje a viver com as diferenças. Some com a cena ou suma dela mesmo, agora!

Matérias relacionadas