Entrevista com as garotas do Vulture Thrash Metal do Peru

vultureoficial

 

Oi meninas obrigada pela entrevista eu gostaria de agradecer a toda a banda Vulture, especialmente Aquiles Solar que é produtor e músico na banda e
tem vindo a fazer um grande trabalho e, claro, as meninas talentosas na voz de Miriam Maldonado e Alejandra Torres na guitarra , vocês podiam falar
um pouco sobre vocês para nós?

Miriam Muito grata pela entrevista , eu sempre fui encarregada dos vocais na banda desde a sua formação até o presente. Em nome de toda a banda
uma saudação a todos os leitores .

Alejandra ( … ) Obrigado pela entrevista e spread, jogar segunda guitarra na banda desde a sua criação em 2010 até hoje.

2) Vulture é uma banda de thrash metal de Lima , no Peru , sabemos que o metal é universal , mas cada lugar tem suas peculiaridades , como é a cena
do metal no país e na região em que ?

Alejandra: Na cena do metal em nosso país prevalece sobre tudo o que de metal da velha escola , deve-se enfatizar que as bandas também pode
encontrar todos os tipos de metal aqui no Peru.

3) Sobre a banda Vulture a formação original continua até hoje ? Conte-nos um pouco sobre cada um dos membros da banda se vieram de outras bandas
ou tem projetos paralelos ?

Alejandra: Já teve algumas mudanças de membros . No final de 2011 , mudou a formação da primeira guitarra e bateria. Consolidando nossa posição
como Henry Sandoval na bateria, Cesar Quevedo no baixo, Aquiles Solar na guitarra, Alejandra Torres em segunda guitarra , e Miriam Maldonado em
sua voz.

Finalmente , em 2013 , houve uma mudança de baixista Marco e Lucas entrou . Tanto Henry e Marco eram contatos de Aquiles, já tendo trabalhado
com eles anteriormente e assim a banda permaneceu até hoje.

 

vulture1

4) A banda tem um álbum intitulado “INEXISTENTE” lançado em 2012 , eu já ouvi algumas músicas e é um Thrash Metal afiadíssimo , como todo o

processo de produção do álbum ? E qual o impacto que fez esta versão da banda? Vulture é uma banda independente ou ter um selo ou empresário ?

A: Vulture sempre foi uma banda independente e auto- gerida, a nossa forma de trabalhar é DIY , como muitas bandas da nossa cena conseguiram ter

sucesso dessa forma. No entanto, nunca descartar a possibilidade de que algum rótulo nos apoiar , se for dada .

Em relação inexistente, foi o nosso primeiro material é exatamente um thrash old school , por assim dizer , tem uma mensagem muito mais direta ,

é muito mais urbana thrash, a partir da música para a letra era bastante orgânico.

5) Qual a inspiração que você usa na banda? Suas influências? O que o Vulture quer passar com a sua música para seus fãs?

Nos primeiros dias da banda, muito influenciado thrash clássico, como o Sepultura , o Slayer ou Death.O Vulture procura transmitir uma mensagem

clara , direta e identificação em torno de nós , algumas experiências pessoais e experiências de nosso país. Em muitos casos, as músicas têm um valor

social de protesto, especialmente em nosso próximo material a sair “CATALEPSIA’¨

6) A banda já está produzindo um segundo álbum, o que podemos esperar deste novo álbum? Ele vai seguir a mesma linha do primeiro ou ser diferente ?

A: Catalepsia , o segundo material é um metal diferente do anterior , ainda tem a mesma essência, mas com porte mais sofisticado, um pouco mais de

técnica e melódico . No entanto, a narrativa e a parte temática continua a mesma.

7) Eu percebi na página que vocês citaram algumas bandas brasileiras que já havia partilhado o palco com a banda Violator e também se influenciam

no cenário brasileiro , qual relação com a cena metal no Brasil? O que você acha da nossa cena?

A: Nós apreciamos compartilhar com tal banda de metal de renome no Brasil, como é Violator , excelente desempenho e muita atitude . Nós apenas

tivemos a oportunidade de dividir o palco com eles brasileira cena. Vimos vários materiais e produções lá com exportação de alta qualidade. Achamos que é bem grande cena com muito movimento, é uma indústria forjada e formada.

8) Vocês também tem um videoclipe da música ” Testigo Del Horror” o que essa música fala em particular ? Como produziu o vídeo ?

A: É uma música que fala sobre alguns grupos religiosos que lucram com a fé de outras pessoas, é um protesto contra os grupos que não acreditam

fielmente em qualquer religião , mas apenas no que eles podem obter a partir dele através do medo e pecado.

O vídeo foi produzido para promover o nosso segundo material “Catalepsia” que também ocupa esta questão testemunhado no “Testigo Del Horror “.

Decidimos fazer o vídeo para esta canção pelos diferentes matizes da mesma, desde de partes mais pesadas as mais melodicas. Ela foi feita na

periferia de Lima por um produtor que já havia trabalhado em vídeos de Metal em Lima .

9) Fora dos palcos , como são suas vidas ? O que vocês gostam dE fazer e trabalham Ou apenas vivem da música?

Alejandra : No meu caso , eu estudei comunicação , na verdade, eu sim, gostaria de ter a oportunidade de viver da música, gosto . No entanto, eu

também gosto muito da indústria de animação digital e tudo relacionado a isso, é o que eu gosto mais desta carreira que sigo e que eu quero me

especializar. No futuro eu quero continuar a fazer música e ter minha carreira.

Miriam : Eu estava tomando curso no ensino de professora de Inglés reconhecido aqui no Peru e estava trabalhando para uma empresa de cobrança

de impostos . Hoje eu dei uma pausa para se concentrar em meu filho que acabou de nascer .

É um fato que a música e nossa banda sempre levaremos em frente em um futuro poder viver do que mais nós gostamos “Fazer Música”.

 

 

 

vulturevocal

10) Para as meninas , como vocês descobriram seus dons para a música ? E você tem que se dedicar a seus instrumentos musicais? Conte-nos um pouco

sobre sua vida pessoal?

 

ALEJANDRA : Quando eu era menina mais ou menos 13 anos antes que houvesse YouTube e todas as redes sociais , procurava sites que poderiam me dar

mais opções de música e buscando Rock anos 80 , eu encontrei por acaso uma lista de reprodução de uma música de metal, eu me lembro da primeira

música foi master of Puppets do Metallica e então eu percebi que isso era o que eles realmente queria e que eu gostava , então um tempo depois eu

comecei com a guitarra e agora eu tenho 22 anos . Bem e entre tudo isso toco esTe instrumento e , em seguida, nas bandas e não era apenas um gosto ,

mas algo muito mais sério

 

MIRIAM : Eu estava muito influenciado por bandas de metal do femininas , o que me inspirou para formar minha própria banda ; e assim eu mergulhei

no mundo da música. Eu vivi uma grande experiência como vocalista que me ajudaram a amadurecer tanto musicalmente e pessoalmente.

 

Quais são suas influências?

 

A: No caso do Vulture, para fazer metal nós nos fechamos para outras possibilidades. Cada membro tem gostos muito variados. De metal Old School,

Progressive , Melodic , Metalcore , etc.

 

11) Você já enfrentou alguma dificuldade com a banda?

 

R: Sendo uma banda que trabalha sob DIY sempre foi auto – gerir quase tudo, mas nós pensamos que apesar da dificuldade é aprender juntos e fazer

laços e objetivos mais fortes.

 

*DIY (significa banda independente que segue a ideologia “faça você mesmo”)

 

12) Como a família reagiu ao saber que escolheu o mundo do metal extremo ? Mirian vocalista e guitarrista / produtor Aquiles são casados, como é a

vida de casal , mesmo para além de tocar juntos na mesma banda?

 

R: Foi um pouco difícil principalmente com a família de Miriam , deram um baita o grito para o céu quando ele deixou viu o nosso vídeo , somos

como pessoas que levam uma vida normal como a do sistema que vêem o Metal como errado mas não se atrevem a perguntar sobre o que é de metal

realmente se expressar com a música que fazemos e ouvimos.

 

Nós, como um casal levamos uma vida familiar tranquila e dedicada ao nosso filho. Nós sempre tentamos separar coisas da banda fora das nossas

coisas pessoais.

 

13) Quais são os seus planos para o futuro do Vulture ?

 

A: O futuro da banda é continuar a produzir mais material no futuro talvez contar para fazer uma segunda turnê, isso depende do spread que nós

conseguimos com este segundo material. Também esperamos conquistar um lugar no nível sul-americano como um objetivo em longo prazo.

vultureofi

 

14) Conte-nos sobre a sua experiência como mulher no metal extremo , como você vê o papel das mulheres no Peru tem uma grande quantidade de banda

com mulheres ou ainda são poucas ? Nos diga os bons e maus momentos que enfrentaram, e que conselho você pode dar às mulheres do metal?

 

Alejandra : Parece- me que há mais bandas tocando com mulheres e meninas cada vez mais se atrevem a fazer o que eles gostam , neste caso , o metal

realmente veio para ficar, como Vulture começou a tocar não haviam as que existem hoje, no lado da nossa cena , em particular, tem crescido em geral .

Ser uma mulher e tocando música alta é um evento raro , mas não é um conceito , nunca entendi que fosse para atrair pessoas ou qualquer coisa assim .

Tudo isso ocorreu e sempre toquei com pessoas comprometidas , que sempre quis, tiveram compromisso, além de que, se fossem mulheres ou homens.

 

Eu acredito nos bons tempos é que há mais igualdade em uma determinada cena, embora pareça uma novidade, eu acho que o fundo de tudo isso é que

todos nós temos as mesmas oportunidades , independentemente do lugar que é, tudo é possível com trabalho duro. E falar sobre os contras , e que tem

algumas meninas más que fazem alguns comentários maldosos sobre a aparência pessoal e de todos. De qualquer forma , sempre haverá pessoas a favor e

contra , é parte do processo de aprendizagem .

 

O conselho que eu daria é que se algo que realmente gosta, além da diversão, a idéia é lutar por ela , onde quer que seja , fazê-lo.

 

MIRIAM : No começo foi um pouco esmagadora para nós porque era raro ver bandas de metal misturado no meu caso me deu nervos às vezes subir no palco e

ver um público majoritariamente masculino não sabia qual seria a reação ver um thrash metal misto , uma vez que a maioria das bandas femininas era de

Heavy, rock e gótico, tudo correu muito bem, então eu ganhei experiência e agora é muito gratificante para mim para entrar no palco e tocar a nossa

música com o nosso público.

 

15) Você é muito vaidosa ou mais simples? Antes do show , como se prepara para subir ao palco ?

 

A: No caso da banda sempre tentamos manter uma boa imagem sem chegar ao ponto de ser vaidosa . Nós nos preocupamos muito além do aspecto musical

ensaiam todas as semanas , nós ensaiamos o dia do show que tocamos e vamos tocar mais preparadas.

 

16) Para finalizar a entrevista , vamos fazer algumas perguntas sobre vocês :

 

Os membros da banda

 

Alejandra :

 

Idade : 22 anos

 

Signo: Gêmeos

 

Banda Favorita: Judas Priest

 

Trabalho: Estudante de Comunicação

 

Futuro: relação com a música e design 3D

 

Relacionamento : Sim

 

Religião: eu tenho, mas eu gosto dos deuses do folclore .

 

Livro favorito : Yokai Ataque : O monstro japonês guia de sobrevivência

 

Filme favorito : Amores Perros (México)

 

Uma citação : ¨Difícil de volver a estafar¨

 

 

Aquiles :

 

Idade : 25 anos

 

Signo: Aquário

 

Bandas Favoritas: Machine Head / Trivium

 

Job : Produção Musical Engenheiro / Industrial.

 

Futuro: Relativo a tudo o que é a indústria da música .

 

Livros Favoritos : The iliadad / The Odyssey

 

Filmes Favoritos: Resident Evil / Os Mercenários

 

Citações: Sou dono de meus passos e me fortalece onde eu quero ir.

 

Relacionamento : sim

 

 

Miriam :

 

Idade : 24 anos

 

Signo: Câncer

 

Bandas Favoritas: Metallica / Extermínio

 

Cargo: Agente Fiscal Collector

 

Futuro: Continuar com meu projeto musical e pessoal

 

Livros Favoritos : Contos de Edgar Allan Poe / Coração de Edmundo de Amicis

 

Filmes favoritos: Carrie

 

Citação : O Karma existe

 

Relacionamento : sim

 

 

 

Henry:

 

Idade: 25 anos

 

Signo: Leão

 

Trabalho : Músico

 

Os planos futuros : Terminar a carreira de Filosofia e Direito e montar um estúdio de música

 

Citações favoritas : Com muito trabalho, dedicação , organização e apoio as coisas são realizadas .

 

Livro favorito : Laranja Mecânica (Anthony Burgess)

 

Filmes Favoritos: O Profissional

 

Relacionamento : Não

 

 

Marco

 

Idade: 25 anos

 

Signo: Virgem

 

Bandas favoritas : Opeth / Vintersorg

 

Trabalho : Design Gráfico

 

Futuro: Estudo e desempenhar-me mais no campo da Música

 

Religião: Ateísta

 

Livro favorito: Crônicas de San Gabriel

 

Filme: Inglourious Basterds

 

Uma citação : O mundo não é justo e não tem que ser

 

Relacionamento : Não

 

 

vulture

Finalmente, gostaria de parabenizá-lo sobre a atitude e dedicação à música e deixar uma mensagem aos amigos e simpatizantes do Vulture

 

Obrigado pela entrevista que transmitimos a você .

 

Esperamos que o público pode participar da página www.facebook.com/VULTUREPERU onde podem encontrar todas as matérias , vídeos e notícias da banda.

 

Nós esperamos vê-lo em breve em algum show !

 

Muito obrigado e saudações calorosas Irmãos

Comentários

comentários

Sara Lilith de Anápolis Go, tenho 29 anos, graduada em Direito, produtora, vocalista de gutural. As coisas mais importante na minha vida é minha família e meu namorado Fred Maverick. Amo música, gatos, tatuagens, natureza, me divertir e me entregar de corpo e alma a tudo que acredito valer a pena.

Matérias relacionadas