Zombie Cookbook concede entrevista

 

coockzoombie

 

1- Situada em Joinville , quando a banda deu inicio as atividades?

Dr. Freudstein – Saímos das covas, que eram debaixo do assoalho de uma casa abandonada em que ensaiávamos, lá por fevereiro de 2010. Ainda bem que elas eram rasas e a galera que fez aquele ritual satânico pra nos trazer de volta tinha vísceras bem suculentas. Na verdade no Livro de Receitas Zumbi não se desperdiça nada. Não é só devorar o cérebro.

 

2- Qual a temática das letras da banda?

Dr. Freudstein – Passa pelo nojo, sangue, terror indo até a mais desenfreada fúria e ainda contém ingredientes como o medo, pavor, desespero, gritos ensurdecedores e mais pitadas de sangue escorrendo nas paredes, facadas, esquartejamentos, mutilações e mais algumas desgraças à gosto. Tudo para que as receitas dos sons que decompomos fique a melhor possível. Claro, influenciado por filmes trash de categorias sem classificações e o velho som gore…..esse fede bem!

 

3- Onde gravado e quem produziu o split que saira em vinil?

Dr. Freudstein – Em Joinville mesmo. Ter que ir longe pra matar alguém é um tanto trabalhoso, então a matança foi aqui mesmo. A produção ficou por conta da banda, conseguimos um mensageiro da morte nos Estados Unidos (Damian Herring – Horrendous e Subterranean Watchtower Studio) para cuidar da mixagem e masterização.

 

4- Qual a expectativa para o show no Otacilio Rock?

Dr. Freudstein – Então….estamos próximos e sendo que sempre vem altas galeras pros shows do Otacilio Rock, a expectativa é de que cabeças vão voar!!! Faremos um mosh de decepar qualquer pescoço!!! Não precisa ser somente doador de órgãos ou certo tipo sanguíneo pra devorarmos…..pode ser qualquer um que esteja vivo!

 

5- Jogo rápido:

4 bandas nacionais:

Tem as famosas que todos conhecem. E tem os Zumbis do Espaço, Test, Flesh Grinder, Offal

4 bandas internacionais:

Caracass, Napalm Death, Morbid Angel e AC/DC

1 livro:

O de Receitas Zumbi

1 cd:

Tem o nosso. E o Individual Thoguht Patterns do Death é muito bom.

Uma frase:

“A boa mente é a cheia de sangue”.

 

6- Como vocês consideram a cena de Joinvile atualmente?

Dr. Freudstein – Eu diria de batalhadores. Não é fácil toda a correria e gasto em telefone e petróleo que é feita. Somos gratos a todos que nos ajudam de qualquer maneira, nem se que seja ajudando a carregar os instrumentos depois dos shows. Isso conta muito nessa hora. Então, como todo lugar tem os eventos que vão poucos e fanáticos camisa-pretas e tem os eventos que eles vem aos montes, como urubus na carniça.

 

7- Quais as principais influências da banda?

Dr. Freudstein – Na verdade cada um traz consigo os sons e estilos que gosta mais. Mas somos unânimes em falar que Death, Dismember, Entombed, Murder Squad, Death Breath, Ghoul, Impaled, são de nossa influência.

 

8- Qual a formação atual, e quem fica cargo das composições?

Dr. Freudstein – Tem o Dr. Stinky o “cheff canibal” berrando as desgraças junto do Horace Bones. Ele e o Ed the Dead fazem a exumação em seis cordas. Traquéia com molho de vômito de um mendigo pinguço rende um ótimo prato de entrada! O Purgy é nas covas rasas quatro cordas que quando esticam separam qualquer junta do corpo. Toda essa maldição tem a marcha fúnebre rufada nos tambores do Dr. Freudstein.

 

 

9- contatos , merchan ?

Site oficial – http://zombiecookbook.com.br/

Loja virtual – http://zombiecookbook.com.br/store

Facebook – http://facebook.com/zcbofficial

 

10- Considerações finais:

Dr. Freudstein – Obrigado a todos que embarcaram nessa cruzada gore conosco! Em breve novidades irão estripar a todos! Keep Cookin’ Death Metal!!!!!

 

 

 

 

 

Comentários

comentários

Cremo é idealizador e fundador do Cultura em Peso, Asatrú, amante incondicional da fotografia e da cena underground, na qual vive intensamente há 16 anos. Formado em Redes para Computadores, é ex-vocalista das bandas La Tormenta (Grind) e Dead Bush (Punk), ambas de Minas Gerais. Ouve de Punk Rock a Metal Extremo, tendo como principais bandas na sua playlist Ratos de Porão, Napalm Death, Extreme Noise Terror, Circulo Activo, Amon Amarth, Elluvetie e Lacerated and Carbonized. Literalmente um Viking que não marca território: o mundo é sua morada. Lê constantemente sobre política, religião, história das guerras e a autodestruição humana que não aprendeu até hoje a viver com as diferenças. Some com a cena ou suma dela mesmo, agora!

Matérias relacionadas