Rise Of The Sea King – Hagbard – Review Cd

hargbard

 

No Brasil tem crescido o numero de bandas que expressam os sentimentos nórdicos, aclamam a cultura do norte europeu, falam sobre os deuses, e as grandes batalhas das terras vikings.

Tenho em minhas mãos uma grande obra feita por uma banda chamada Hagbard, um lendário guerreiro escandinavo.

Profundando uma grande qualidade, os temas do cd se alternam em entre Folk e Viking Metal, com muito peso e harmonia simultaneamente.
Demonstrando uma qualidade instrumental grandiosa quem ão conhece acredita que seja uma banda europeia do mais alto escalão.
Impecável do inicio ao fim, o grupo mostra personalidade trazendo influências de grandes bandas sem se parecer a nenhuma delas ao mesmo tempo.
O destaque do Cd fica para Sail To War que é uma verdadeira canção de guerra.

É difícil escolher apenas uma música, vide que as dez canções são realizadas com extrema qualidade.
“March to glory” é épica, violenta aos ouvidos mais sábios.

Hagbard tem muito a oferecer a cena, e é de uma grandiosidade enorme o feito destes guerreiros, de mais um nome de aparece no celeiro mineiro do metal!

Nota: 8

set do disco:

Track list:

01. Eulogy Of Ancient Times
02. Warrior’s Legacy
03. Berserker’s Requiem
04. Mystical Land
05. Let Us Bring Something For Bards To Sing
06. Sail To War
07. March To Glory
08. Hidden Tears
09. Dethroned Tyrant
10. Until The End Of Day

Conheça um pouco da banda no video abaixo:

Comentários

comentários

Cremo é idealizador e fundador do Cultura em Peso, Asatrú, amante incondicional da fotografia e da cena underground, na qual vive intensamente há 16 anos. Formado em Redes para Computadores, é ex-vocalista das bandas La Tormenta (Grind) e Dead Bush (Punk), ambas de Minas Gerais. Ouve de Punk Rock a Metal Extremo, tendo como principais bandas na sua playlist Ratos de Porão, Napalm Death, Extreme Noise Terror, Circulo Activo, Amon Amarth, Elluvetie e Lacerated and Carbonized. Literalmente um Viking que não marca território: o mundo é sua morada. Lê constantemente sobre política, religião, história das guerras e a autodestruição humana que não aprendeu até hoje a viver com as diferenças. Some com a cena ou suma dela mesmo, agora!

Matérias relacionadas