Worst : o peso do hardcore concede entrevista

worstworsthc

 

Ricatdo Brigas bateu um papo reto com o C.E.P.

1-  Como foi a decisão de criar uma banda onde os criadores são dois bateristas?

A amizade dos dois foi o pontapé inicial para existência do Worst, obviamente um dos dois teria que largar as baquetas, foi um processo natural, Monstrinho se empenhou, estudou técnicas de canto e acabou se tornando  um grande vocalista, além de ser um exímio letrista.

 2-  Em pouco tempo o Worst ganhou respeito da cena nacional de hardcore, como vocês encaram este momento da banda?

A gente tem tocado bastante e aos poucos ganhando mais espaço, encaramos com profissionalismo, esse é o nosso trabalho, vivemos Worst diariamente e esse momento é fruto dessa dedicação.

3-  Quais são as principais influências?

Hatebreed, Pantera, The Acacia Strain, Slayer, Lionheart, Biohazard, Merauder, etc…

 4-  Com letras de muito impacto, a quem o Worst quer atingir com essas letras? O que a banda espera das pessoas que leem suas expressões?

As letras falam do nosso dia a dia, daquilo que muitos querem falar mas não tem cara nem coragem, são situações, geralmente do cotidiano, político, nada pessoal.

 5- A banda sofre bastante pré-conceito por acusações e interpretações equivocadas sobre os integrantes, o que a banda tem a dizer sobre este tema?

Que se foda!!! A gente faz o nosso corre e estamos crescendo, quem fala muito age pouco, não adianta ficar atrás de um computador falando merda…monta uma banda, faz o seu corre e fala da sua ideologia, simples.

 6- Jogo rápido:

4 bandas nacionais: DPR, Confronto, John Wayne, Marca de Honra

4 bandas internacionais: Suicidal Tendencies, Slayer, Biohazard, Hatebreed

1 cd: Urban Discipline – Biohazard

1 livro: Official Truth – The inside Story of Pantera

Família: Em primeiro lugar

Hardcore: Mais que um estilo musical, é um estilo de vida

Worst: Trabalho

 

7- Como esta no ano de 2015 para o Worst? Agenda, lançamentos ?

Concluímos as composições do álbum novo, prevemos o lançamento para o meio do ano agora, vamos lançar um Crowdfunding  recheado de novidades para os fans.

A agenda de shows também está boa, destaque para o Roça in Roll dia 06/06 em Varginha – MG, que é um puta fest, ao mais por enquanto a agenda está assim:

31/05 – Tupinikim Bar -ABC

06/06 – Roça n roll – Varginha – MG

07/06 – Arujá -SP

13/06 – Palmas – TO

11/07 – Rio de Janeiro – RJ

12/07 – Vila Velha – ES

26/07 – Guarulhos-SP

22/08 – Goiânia – GO

10/10 – Guarapuava – PR

 

8- Boa parte das bandas nacionais canta em inglês, como foi a escolha de cantar no idioma nativo?

Nós tocamos no Brasil, somos Brasileiros, queremos que as pessoas aqui nos entendam, se a gente for trilhar um caminho lá fora a gente vê o que faz, é muito gratificante ver a molecada cantando todas  nossas musicas nos shows.

 9- A banda leva muito a representatividade de São Paulo, assim como existe o HCNY,  o que representa o HCSP para a banda?

HCSP é nossa Crew.

 10- Como a banda lida com a agenda do Fernando que toca em várias bandas? A agenda e montada em cima da disponibilidade dele, ou ele monta a dele, em cima do Worst?

Fernandão só toca com o WORST agora.

 11- A gravação do clipe “Vícios” foi complicado e estressante? Como se deu esta gravação, e quem dirigiu o clipe? Quais outros clipes a banda tem?

Não me lembro de nenhum stress na gravação…nós fechamos uma rua próximo a espraiada com a nossa Crew e gravamos o clipe em uma tarde, foi bem legal, foi o primeiro clipe da banda, produzido pelo Guilherme Zorzetto e a Fuerza Films, temos 6 clipes oficiais, todos podem ser encontrados no site da banda ou na HCWW, que é o maior canal de Hardcore do mundo pelo You Tube.

12- Como tem sido a divulgação do lançamento de “cada vez pior” ? Em que lugares ele foi lançado?

Tem sido ótima, rodamos o Brasil todo tocando, tocamos em vários festivais, Lançamos no Brasil pela Against Records e nos EUA pela To the Point Records.

13- Como esta a cena HC no Brasil atualmente aos olhos do Worst? Houve evolução? Em quais sentidos?

A cena vem numa crescente, com boas bandas, bons músicos, shows com estrutura boa e gente interessada em trabalhar com bandas de HC no Brasil, isso é ótimo.

 14- Contatos e merchan:

http://www.worsthcsp.com  acessando aqui vc encontra todos os canais das redes sociais e o merch da banda.

 

15- Mensagem final:

Valeu todos que acessam a Cultura em peso, continuem apoiando a cena HC, vão aos shows, comprem merch das bandas …é assim que a cena se fortalece !!! É Noizzz

Comentários

comentários

Cremo é idealizador e fundador do Cultura em Peso, Asatrú, amante incondicional da fotografia e da cena underground, na qual vive intensamente há 16 anos. Formado em Redes para Computadores, é ex-vocalista das bandas La Tormenta (Grind) e Dead Bush (Punk), ambas de Minas Gerais. Ouve de Punk Rock a Metal Extremo, tendo como principais bandas na sua playlist Ratos de Porão, Napalm Death, Extreme Noise Terror, Circulo Activo, Amon Amarth, Elluvetie e Lacerated and Carbonized. Literalmente um Viking que não marca território: o mundo é sua morada. Lê constantemente sobre política, religião, história das guerras e a autodestruição humana que não aprendeu até hoje a viver com as diferenças. Some com a cena ou suma dela mesmo, agora!

Matérias relacionadas