Ícones do Metal Catarinense – Dia histórico para o Metal Catarina (Review)

Icones do Metal Catarinense

Foto: Doctor (Carlos Magno)

 Oque se esperava do evento, aconteceu, dia 13/08 entrou para história do metal catarinense. Como o requisito principal para o cast do evento era a banda ter no mínimo 15 anos de carreira, foram reunida algumas (se não a maior parte das lendárias bandas catarinenses) ,o que deixou o evento com aquela sensação de Vinil com naftalina….hahahah

Esse era o Ícones do Metal catarinense

Symmetrya

Passados um pouco das 18:00 horas quem fez a honra de iniciar os trabalhos foi a excelente banda Symmetrya,de Joinville, banda de Power/heavy/melódico que mostrou muita maturidade e “punch” em suas composições, ouvia-se cada nota executada pelos músicos ,o público ainda chegando se deparou com um som de altíssima qualidade e um bela performance de uma banda que merece maior notoriedade do público catarinense, pois no quesito qualidade fica “pau a pau” com qualquer banda do estilo…
Correria na troca de bandas e o sentimento de ajuda e respeito entre as mesmas era palpável sem “corpo mole” na troca e nem muitos atrasos também.

Luciferiano

Por volta das 19:00 Luciferiano, oriunda de Joinville, trouxe seu visceral e ríspido Black Metal, com algumas pitadas de heavy tradicional, o que deixa o som da banda ainda mais interessante, já com maior número de pessoas para assistir, pois as excursões chegavam de todos as cidades do estado, mostrando a força e União do underground catarinense. Quem chegava era pego de assalto, pois a Luciferiano estava sedenta para mostrar a nova formação, houve uma reformulação em todo seu Lineup, dele restando apenas Antônio Gonçalves, mas em nada deixou a desejar, pois todos já são conhecidos da cena Black metal brasileira…ótima banda e muito cultuada no underground catarinense e nacional, Ha de se salientar a iniciativa de Antônio que juntamente com Culver (Steel Warrior), que foram quem idealizaram esse evento que com toda certeza deve entrar para o calendário e circuito nacional!!!

Pausa para tomar mais uma cerva ou se desfazer dela no “Bathroom” hahahaha mas a troca de bandas era algo tipo “pit stop de formula 1” o cronômetro era um cigarro e ja começava o som da próxima banda.

Pain Of Soul

Eis que chega a hora do Pain Of Soul, banda de Blumenau,”prooooost!!!” a banda já impressiona de cara pelo excelente som que imprime, um som doom/gótico com destaque para o visual de sua vocalista Dani, ela estava ótima tanto na performance quando no visual, ótima banda, ótimas musicas, execução e som cristalinos, os “urros” de Joel, que é um dos guitarristas, mas nada além do esperado de uma banda antiga e que já tem passagem pela europa,  que no brasil e principalmente em Santa Catarina possui muitos admiradores!!!
Os “urros” de Joel davam arrepios nos presentes e incitavam “horns up” a todo momento
Uma partida de Street Fighter,(sim a casa dispõem de vários arcades, ou mais conhecidos como fliperama) e era hora do Steel “Fucking” Warrior

Steel Warrior
Última apresentação como power trio….pois já foi anunciada a adição do segundo guitarrista Murilo, (o mesmo só não participou pois encontra-se em tour pelo norte nordeste com sua outra banda e tão boa quanto Frade Negro), mesmo assim eles entraram dando com os “Dois pés ” pois além de ter o som ótimo, as músicas estavam com uma garra e pegada ímpar, ali estavam 3 exímios músicos, tocando com o coração e dando seu melhor, a banda radiava alegria e o público cantava junto clássicos dessa que é uma das maiores e melhores bandas de Power Metal nacional, admirados aqui e fora do pais também, realmente um “Ícones do Metal Catarinense” sem eles não seria o mesmo!!!
Steel Warrior -Itajaí(radicada em Blumenau)

Hora de pegar um ar puro e refrescante da bela e pacata cidade de Pomerode….pois a guerra estava por chegar com os masters do Rhesthus!!!

 

Rhesthus
Banda oriunda de Indaial, hoje se for citar 10 bandas de thrash metal nacional O Rhesthus estará entre elas, capitaneada por Alex”Fantasma” o quarteto não deixou a poeira baixar e levantou um tempestade de areia em pleno Wox, as rodas eram amedrontadoras, o público cantava junto, os cabelos balançaram freneticamente, era clássico atrás de clássico, sem tempo para respirar, um ótimo som era “expelido” dos P.A.S e a apresentação contou com a participação do antigo baterista Marcão e do ex guitarrista Andrei, que mostraram o porquê de um dia ter feito parte do time Rhesthus, em suma uma apresentação do Rhesthus é Fodaaaa!!!
Pausa para apreciar a casa, que alem de ter ótima cerveja, várias marcas e com preço bom, a casa em si é uma atração a parte, a decoração, o “fliperamos”,  mesa se sinuca, os posters dos “grandes do rock” vários objetos decorativos, fazem do Wox com toda certeza uma da melhores casas catarinenses, digna de exaltação aqui na resenha….vale a conferida aqueles que um dia estiverem passando pela bela Pomerode!!!! Eis que era hora do Khrophus, a mais Antiga da noite juntamente com a Rhesthus, de São José.

 

Khrophus

o Khrophus é algo surreal, a quem tente “bangear” ao som dos caras, mas ali é mais para se apreciar, pois a troca de ritmos é constante, o peso e a velocidade são a marca dessa banda que é referência de death metal brasileiro no mundo à algum tempo, tendo várias tours pela Europa e américa do sul, esses caras tem Respeito de todos os estilos do underground, ouve alguns problemas com a caixa de guitarra, mas a “raça” de Adriano Ribeiro se fez presente e assim continuaram o show até o fim.

A resenha da Khrophus foi um apanhado do público presente em feedback para nós.

E estávamos se encaminhando para a reta final do evento …hora de forrar o estomago, com as opções que foram oferecidas, o que aí tenha sido o único “Q” de poderia ter sido melhor, era oferecido Porção de mini churros,(eu comi frio, e não foi legal) e um cachorro quente, que também não estava muito diferente do feito em casa, pão, salsicha e molho ($8,00 ,um pouco caro pelo que era oferecido),não comi o Hamburguer, mas parecia a melhor opção segundo os relatos e pelo que vi, era enorme e bem servido, mas meu tanque estava cheio já…hahahahaha
 Shadow Of Sadness

Já estava rolando a Excelente Shadow Of Sadness,de Itapema, essa banda merece destaque, pois eu nunca vi uma apresentação fraca deles, eles fazem seu debate metal, no melhor estilo “Gothemburg” sound com maestria e muita competência, mas eles bebem de diversas fontes, e death e de toda certeza a maior delas, o trabalho de guitarras aqui é muito forte e faz essa banda ser uma referência no estilo no estado, músicas fortes, e muito feeling se sobrepuseram em seu show!!! Se não conhece eles, estás perdendo muito, eles mandaram só “pedradas” e fizeram uma das melhores apresentações que já vi deles, e olha que já vi algumas, eles destroem!!!!

Ja se encaminhando para a reta final, em a notícia que o Vocalista da banda Impiedoso foi acometido por uma crise de Apêndice o que impossibilitou de se apresentar, ele foi até o evento, mas as forte dores se fizeram mais forte e o impediram de se apresentar.

 

 Sodamnend

“Ja passava de meia noite quando o Sodamned sobe ao palco, oriundos de Rio do sul, a iniciou da forma como sempre faz, com muita velocidade e urros infernais,  músicas rápidas, brutais, mas também há melodias trabalhadas no que hoje podemos definir como Blackened Death Metal, vimos que a entrada de Eduardo na guitarra manteve a qualidade dos trabalhos anteriores, a presença da banda e algo que marca muito, o som estava muito bom e nítido, ótimos trabalhos de guitarra e a “metralhadora” Gilson nas baquetas fazem do Sodamned uma das mais respeitadas bandas do cenário nacional, banda que já levou seu som Brasil afora e também aos bangers europeus, em suma Sodamned merece muita atenção pois tem características únicas em sua música, não sendo apenas mais uma banda de Death Metal,s e nunca ouviu, não perca tempo!!!!

Perpetual Dreams

Eis que para fechar a noite a Ótima banda sobe ao palco, Perpetual Dreams com um som ótimo e muito bem executado fez todos os presentes cantarem suas músicas e seu guitarrista Deny fez com que muitos da plateia se mostrassem guitarristas também, empunhando suas “air guitars”a cada solo que esse exímio músico praticava, ótimas músicas e muito bem produzidas marcaram o show deles, e o carisma do Vocalista Eduardo é muito acima da média e prova por que é considerado um dos melhores do estilo no estado…
Para fechar a noite e com tempo sobrando Deny convoca a vários músicos de outra bandas para uma jam para tocar e exaltar aqueles que influenciaram a todos ali e que sem eles essa noite não teria sido possível, pois é e sempre será culpa deles que nós hoje estejamos ouvindo rock, rolou Deep Purple, Scorpions, Black Sabbath dentre outros….ali a festa se fez completa e os sorrisos estavas estampados em todos, o dever estava cumprido e o Ícones do Metal foi um sucesso absoluto, e se tornou um marco na agenda e circuito do metal catarinense, evento provou que não precisamos de “grandes” e caríssimas bandas para se encher uma casa de shows, Ícones provou que ainda há esperança para o underground!!!! Hail!!!

O Cultura em Peso não se fez presente neste evento infelizmente, porém nosso amigo e grande baterista Carlos Fernandes da banda Khrophus  se ofereceu para realizar a resenha que você acaba de ler.

A resenha da banda Khrophus foi um apanhado de informações.

Fotos do evento tomamos a liberdade de deixar o link de álbuns que encontramos de pessoas que fizeram cobertura no evento:

Priscila Ramos:

https://www.flickr.com/photos/fotoep/sets/72157671386736420

Carlos Magno (Doctor Rock)

https://www.facebook.com/DogtorRock/media_set?set=a.1146296645430742.100001512514693&type=3 (Khrophus)

https://www.facebook.com/DogtorRock/media_set?set=a.1146300632097010.1073742974.100001512514693&type=3 (Sodamned)

https://www.facebook.com/DogtorRock/media_set?set=a.1146303378763402.100001512514693&type=3 (Perpetual Dreams)

https://www.facebook.com/DogtorRock/media_set?set=a.1146299475430459.100001512514693&type=3 (Shadow of Sadness)

https://www.facebook.com/DogtorRock/media_set?set=a.1146293682097705.100001512514693&type=3 (Resthus)

https://www.facebook.com/DogtorRock/media_set?set=a.1146288918764848.100001512514693&type=3 (Steel Warrior)

https://www.facebook.com/DogtorRock/media_set?set=a.1146285685431838.100001512514693&type=3 (Pain of Soul)

Link do evento:

https://www.facebook.com/events/1185421451498800/

Comentários

comentários

Cremo é idealizador e fundador do Cultura em Peso, Asatrú, amante incondicional da fotografia e da cena underground, na qual vive intensamente há 16 anos. Formado em Redes para Computadores, é ex-vocalista das bandas La Tormenta (Grind) e Dead Bush (Punk), ambas de Minas Gerais. Ouve de Punk Rock a Metal Extremo, tendo como principais bandas na sua playlist Ratos de Porão, Napalm Death, Extreme Noise Terror, Circulo Activo, Amon Amarth, Elluvetie e Lacerated and Carbonized. Literalmente um Viking que não marca território: o mundo é sua morada. Lê constantemente sobre política, religião, história das guerras e a autodestruição humana que não aprendeu até hoje a viver com as diferenças. Some com a cena ou suma dela mesmo, agora!

Matérias relacionadas