Review: Apostles Of Perversion em Içara – SC

criciuma-colher-de-cha-khrophus

 

No último sábado Içara recebeu um evento relâmpago, que inicialmente aconteceria em Joinville-SC.

O remanejamento do evento foi rápido e a mini-tour dos espanhóis salva pelo gongo.

O colher de chá tinha um evento que foi cancelado e abertura de data possibilitou que Içara recebesse mais um grande evento, e  os bangers do sul carvoeiro tiveram seu presente.

Por volta de 23:30 Silent Empire, a prata da casa subiu ao palco para abrir o evento,  em 45 minutos destilaram puro veneno do mais pesado old school do death metal.

Após um breve intervalo hora da atração principal da noite, de Madrid,  iniciaram o show com sua introdução de arrepiar de costas para o público, eles aguardaram, já era um prenúncio do que estava por vir, iniciado por “Portrait of a serial killer”, eles esquentaram a noite com 13 petardos, entre eles “Condition a from a torment past” e “Gore-wore”.

Pra finalizar a noite Khrophus, o peso pesado catarinense do death metal, com sua excelência técnicas e acordes extremamente trabalhados, fez a galera esquecer do frio, todos estavam em êxtase e o Colher de Chá Ferveu.

Ainda houve um tributo cover.

Ocorreram alguns problemas técnicos durante o evento, mas nada que ofuscasse o evento, nem diminuísse a energia da galera que curte.

Resenha: Soraia Antunes

Edição: Iúri Cremo

 

Confira as fotos do evento clicadas por Soraia Antunes.

Comentários

comentários

Cremo é idealizador e fundador do Cultura em Peso, Asatrú, amante incondicional da fotografia e da cena underground, na qual vive intensamente há 16 anos. Formado em Redes para Computadores, é ex-vocalista das bandas La Tormenta (Grind) e Dead Bush (Punk), ambas de Minas Gerais. Ouve de Punk Rock a Metal Extremo, tendo como principais bandas na sua playlist Ratos de Porão, Napalm Death, Extreme Noise Terror, Circulo Activo, Amon Amarth, Elluvetie e Lacerated and Carbonized. Literalmente um Viking que não marca território: o mundo é sua morada. Lê constantemente sobre política, religião, história das guerras e a autodestruição humana que não aprendeu até hoje a viver com as diferenças. Some com a cena ou suma dela mesmo, agora!

Matérias relacionadas