5° Restos da Carne Metal Fest – 12/11/2016 – Caxias do Sul/RS

restos-de-carne
Cartaz 5º Restos da Carne Metal Fest – Caxias do Sul/RS

 

5° RESTOS DA CARNE METAL FEST

Subimos a serra para presenciar a 5ª edição deste fest que contou com a banda principal Armum – que esteve tocando pela primeira vez aqui no RS – e de abertura Infected Sphere, Syphilitic Abortion, Southern Warfront e HON-RA.  O evento ocorreu no Porão do Rock, bar localizado no centro da cidade, onde o palco fica realmente no porão!!! local muito legal e ambiente perfeito para um festival de metal extremo.
A primeira banda de abertura foi a Infected Sphere, um Brutal Death Metal de Caxias do Sul mesmo, iniciada no segundo semestre desse ano formada por 3 integrantes Luís C. Tomasini na Guitarra, Daniel Machado na bateria e Vinicius Delazeri nos vocais e baixo. Iniciaram um pouco após às 23:30h e por problemas de um dos integrantes tocaram apenas 4 músicas, finalizando com um cover do Cannibal Corpse – Skull of Maggots.
A segunda banda a tocar foi a HON-RA também de Caxias do Sul, com seu Death Metal Melódico, formada por 3 integrantes: Wagner de Moraes (guitarra solo), Jener Milani (guitarra base e voz) e Rodrigo Zanella (batera), com início em julho de 2012. O som deles foi curtido por todo o pessoal do início ao fim, com um momento para o guitarrista solo, que dançou com os dedos em sua guitarra, simplesmente lindo.
A terceira banda da noite foi a Southern Warfront de Erechim, fundada em setembro de 2003. Contando com 4 integrantes: Marcus – Executioner (vocais e guitarra), Tiago – Lord Volk (guitarra), Cristian – Necroterrror (baixo) e Rubens – Count War (bateria). Destruindo tudo com seu War Metal, o pessoal da Southern Warfront fez o pessoal ‘banguear’, contando também com corpse paint em suas faces.
A quarta banda de abertura da noite foi a Syphilitic Abortion (Caxias do sul), formada em fevereiro de 2009 tocou seu Goregrind com seus integrantes Elton (vocais), Goularte (baixo), Corvo (guitarra) e Marcos (bateria). A representante do goregrind também não deixou a desejar, com seu repertório ‘pegado’, assim como as outras bandas da noite, fez o local ficar mais agitado ainda com suas músicas próprias.

 

5restos-da-carne
Antes do inicio do festival, local do porão onde fica o palco.

Finalizando o fest tivemos a banda convidada ARMUM (em sua primeira apresentação no RS), a banda de Death Metal de Goiânia tocou seu som extremo para o público, contando com os integrantes Camila Andrade (baixo e vocal), Gesiel Coelho (bateria) e Brenno Resende (guitarra). A banda fundada em 2011 subiu a serra para aumentar uns graus tocando suas músicas autorais, fazendo com que todos ali curtissem junto o som. Ao final, os presentes ficaram gratos por terem a oportunidade ver a banda ao vivo e por eles aceitarem o convite.

No domingo eles desceram a serra para São Leopoldo/RS para tocar no fest Estrema Domenica junto da Infected Sphere novamente e as bandas: Inheritours (Death Metal – Caxias do Sul), Scraper Head (Thrash Metal – Caxias do Sul) e Psycophobia (Death Metal – Novo Hamburgo). Fechando assim a mini tour aqui no RS.

 

SOBRE O  RESTOS DA CARNE METAL FEST
Iniciado em 26 de setembro de 2015 por Luís C. Tomasini, a princípio seria somente uma edição, mas surgiu uma ideia de continuidade, pois na serra há um time de várias bandas do metal extremo, (passando pelo black, gore grind, thrash, mais brutal, death, etc.) mas com falta de casas de show e festivais. Já que rolava fests de hardcore, rap e nenhum voltado somente para a cena do metal extremo, no máximo uniões tipo metal punk, surgiu a ideia. Com uma carência de eventos desse tipo, Luís tanto como músico e expectador, decidiu chamar outras bandas como Harmony Fault, , Psycophobia, Lethal Sense e Rotten Penetration (banda que fazia parte na época) para fazer parte da primeira edição. E tendo um ótimo resultado, Tomasini teve retorno do público perguntando logo após o fest quando seria realizado uma próxima edição. Montou assim a Morente Produzioni, para organizar não somente esse, mas outros festivais que Tomasini produz. Agora em sua 5ª edição continua com próximos projetos para esse e outros festivais. Quando perguntei sobre o que estava achando dessa 5ª edição Tomasini definiu como “muito satisfeito” por manter essa cena ativa do underground voltada somente para metal extremo. Agora aguardamos os próximos! E valeu a parceria!

 

Confira as fotos do evento:

Comentários

comentários

Matérias relacionadas