Morthur: Em parceria com a Phobos Dark Art, banda apresenta nova linha de camisetas

morthur

 

Os gaúchos do MORTHUR anunciaram em sua página oficial do Facebook a mais nova parceria da banda. Trata-se do endorsement para a nova linha de camisetas do grupo, feita pela Phobos Dark Art, mais nova estamparia voltada a música pesada do Brasil.

http://sanguefrioproducoes.com/upload/imagens/mediaset/89e5c2825439d3e099d27ced24e7ab0f.jpg

As novas camisas, que levam o nome de “Warlock Of The Underworld” – uma das principais músicas do vindouro álbum “Between the Existence and the End” – já estão disponíveis no site em seus dois diferentes modelos, acesse o link a seguir, conheça a loja e adquira já a sua: http://phobosdarkart.com/pre-venda
Modelo 01: https://goo.gl/jvYzQG
Modelo 02: https://goo.gl/TcjUpV

Em outras notícias, o aguardado “Between the Existence and the End” debut álbum do MORTHUR está previsto para primeiro semestre de 2017 via Sangue Frio Records, que já busca distros interessadas em participar deste lançamento. Mais informações escreva para [email protected] e conheça as vantagens.

Contato para shows e assessoria: www.sanguefrioproducoes.com/contato

Sites relacionados:
https://www.facebook.com/morthurband
http://morthur.com/
http://phobosdarkart.com
http://www.sanguefrioproducoes.com/bandas/Morthur/1

Fonte: Sangue Frio Produções

Comentários

comentários

Cremo é idealizador e fundador do Cultura em Peso, Asatrú, amante incondicional da fotografia e da cena underground, na qual vive intensamente há 16 anos. Formado em Redes para Computadores, é ex-vocalista das bandas La Tormenta (Grind) e Dead Bush (Punk), ambas de Minas Gerais. Ouve de Punk Rock a Metal Extremo, tendo como principais bandas na sua playlist Ratos de Porão, Napalm Death, Extreme Noise Terror, Circulo Activo, Amon Amarth, Elluvetie e Lacerated and Carbonized. Literalmente um Viking que não marca território: o mundo é sua morada. Lê constantemente sobre política, religião, história das guerras e a autodestruição humana que não aprendeu até hoje a viver com as diferenças. Some com a cena ou suma dela mesmo, agora!

Matérias relacionadas