Psycho Carnival: Cobertura do festival

psycho-carnival-2017-131

 

PSYCHO CARNIVAL

 

  • SABADO

– ZABILLY

A banda de Colombo-PR abriu o segundo dia de evento. Mandando ver no Psychobilly, agitando a pequena galera que já estava em frente ao palco.

– KINGARGOOLAS

A banda mascarada mandou um surf music instrumental de primera! O som tinha umas pegadas meio “alienígenas”, principalmente quando um dos integrantes fazia um “solo” de teremim.

– RED LIGHT GANG

A banda de São Paulo tem uma pegada mais Rockabilly, com uma leve toque country. A banda deu uma acalmada na galera, para se quebrar nas bandas que estavam por vir. Pra quem curte um som mais light, o show foi muito bom.

– CRAZY HORSES

A banda mandou um Psychobilly Western muito bom, agitou bastante a galera.

– OVOS PRESLEY

A banda Curitibana bem conhecida da galera faz um som pra ninguém ficar parado! Tocando um Punk’aBilly com umas letras pra lá de engraçadas, a banda foi uma das que mais fez a galera agitar na roda punk durante todo o fest! Show engraçadíssimo, e o som dos caras não deixa nem um pouco a desejar, mesmo tendo a temática “zuada”.

– LONG TALL TEXANS

A banda do Reino Unido fechou muito bem o segundo dia de Psycho. Os gringos mandaram ver num Psycho/Rockabilly clássico.

 

  • DOMINGO

– FRITZ DA PUTA

A banda de Jaraguá do Sul-SC começou o terceiro dia de Psycho botando pra fuder! Tocando um Psychobilly com uma pegada bem punk, a banda agitou pra caralho a galera que começava a chegar no evento.

– BILLY BASTARDOS

A banda de MetalpunkBilly fez um show bem agressivo. Vocal bem grave, uma temática mais HorrorPunk. Foi um ótimo som, principalmente pra quem curte um som mais pesado (mas dentro do estilo, obviamente).

– BAD LUCK GAMBLERS

Os paulistas do Bad Luck Gamblers tocaram um Psychobilly clássico, sem muita frescura, que agitou bastante a galera.

– THE MULLET MONSTER MAFIA

O power trio de SurfThrash Music instrumental fez um ótimo show, a galera se empolgou bastante, rendendo várias rodas punk.

– AS DIABATZ

O trio curitibano formado somente por mulheres fez um dos melhores shows da noite (se não do fest inteiro). Psychobilly do melhor, a banda fez um puta show, tocando sucessos e até uma música nova que sairá num álbum em breve. Foi uma das poucas (se não a única) a ser chamada para o bis! Foi lindo de ver a roda puk formada na maioria por minas, mostrando que não tem essa de sexismo, o role é (ou pelo menos deveria ser) pra todo mundo.

– SICK SICK SINNERS

A banda que fechou o terceiro dia de evento tocou o seu Psychobilly Maldito e quase botou o Jokers abaixo! Sonzeira fudida, eles acordaram quem tava cansado de três dias de evento, e deixaram o pessoal empolgado para o quarto e ultimo dia.

  • SEGUNDA

– MONGO

A banda que abriu a noite tocou um Psychobilly na mais pura essência, para começar a agitar a galera que começava a chegar no último dia do Psycho Carnival.

– ASTEROIDES TRIO

A banda de Punkabilly fez um ótimo show, mandando uma sonzeira atrás da outra.

– JINETES FANTASMAS

A banda de Mar del Plata, Argentina Jinetes Fantasmas veio ao Brasil tocar o seu Psychobilly e para aqueles que não gostam muito dos “hermanos”, pelo menos no som tem que concordar que os caras mandam muito bem!

– CWBILLYS

A banda que leva  Curitiba no nome (pra quem não sabe, CWB é a sigla postal da cidade) tocou um Psychobilly, mas com aquela pegada Hillbilly que eu particularmente curto pra cacete. O show dos caras foi bem foda, mesmo com a galera ansiosa pelo principal show da noite (e do evento) The Meteors, o trio conseguiu agitar bastante a galera.

– KRAPPULAS

O penúltimo show da noite foi da banda Curitibana Krappulas. Uma das bandas mais antigas no cenário Psychoblly nacional fez um show de primeira! O Jokers lotado, a banda foi ovacionada por toda a galera, que agitou pra caralho na roda punk, que era enorme!

– THE METEORS

A banda não permitiu cobertura do show.

 

  • PSYCHO CARNIVAL (O EVENTO)

O evento que foi realizado no Jokers Pub em Curitiba-PR que rola há quase 20 anos durante o carnaval, dando uma bela opção praquela galera que não gosta das folias carnavalescas.

O local: O Jokers Pub tem uma baita estrutura, tanto em espaço, qualidade de som e iluminação de palco excelentes, não deixando ninguém de fora do evento, além de um dos patrocinadores ser uma marca de cerveja famosa, (Diabólica) tinha um chopp (vários tipos) fudido de bom num preço super acessível.

O publico: A cena de CWB é conhecida por ser bastante “eclética”, tem shows para todos os gostos, e dava pra ver que a galera que estava lá, não era por modismo ou o evento que tinha no dia, a galera curtia e vivia aquele movimento. Era um mar de topetes de todos os tipos e tamanhos!!

Os shows: Foram quatro dias, 6 bandas em cada dia e não teve uma banda que o público não curtiu. Mesmo as mais “leves” tipo Hillbilly, agiltou bastante. A galera agitou sem parar quatro dias seguidos. E os shows tiveram bem pouco atraso, cumprindo bem certo a parte de horários, o que é difícil em shows hoje em dia.

Pra quem curte (ou tem interesse sobre esse meio) vale muito a pena o evento, muito bem organizado, com sonzeira do começo ao fim. Nos vemos de novo ano que vem!!!

 

Resenhas por : Smoke

Confira as fotos do evento feitas por Manuella Pelegrinello

 

 

Comentários

comentários

Cremo é idealizador e fundador do Cultura em Peso, Asatrú, amante incondicional da fotografia e da cena underground, na qual vive intensamente há 16 anos. Formado em Redes para Computadores, é ex-vocalista das bandas La Tormenta (Grind) e Dead Bush (Punk), ambas de Minas Gerais. Ouve de Punk Rock a Metal Extremo, tendo como principais bandas na sua playlist Ratos de Porão, Napalm Death, Extreme Noise Terror, Circulo Activo, Amon Amarth, Elluvetie e Lacerated and Carbonized. Literalmente um Viking que não marca território: o mundo é sua morada. Lê constantemente sobre política, religião, história das guerras e a autodestruição humana que não aprendeu até hoje a viver com as diferenças. Some com a cena ou suma dela mesmo, agora!

Matérias relacionadas