Norte Cartel: Entrevista exclusiva e lançamento de disco

nc3

Primeiramente e um prazer ter este bate papo exclusivo com a Norte Cartel

 

1-  Marlon, a banda teve um hiato por um tempo, o que aconteceu? Pois a banda já estava entre os maiores nomes do hardcore nacional.                       

Fala aí beleza?                       

O prazer é todo meu irmão!                      

Bom ficamos um tempo compondo e ensaiando o máximo pra gravar o novo álbum.                       

Depois entramos no estúdio para gravar com todo cuidado e dedicação para prepararmos um álbum especial para a galera que curte o Norte Cartel.                      

2- Este álbum com o nome bastante sugestivo (De volta ao jogo) marca um antes e depois da na história da banda?                       

O Norte Cartel no primeiro álbum tinha uma influência bem exclusiva do Hardcore NY.

Nesse novo álbum buscamos outras influências. Isso foi essencial para que ficássemos extremamente satisfeitos com o resultado do novo álbum.                       

3- Isso é perceptível nas canções, influências que vem do punk, hardcore, e até do reggae. De onde veio a inspiração para esta mudança radical?                       

Foi tudo muito natural.

Somos fãs desses outros estilos musicais.

Por isso quando começamos a compor decidimos explorar outros ritmos. E o resultado nos deixou super satisfeitos. Ficou maneiro. Hehehe...                       

 

 

nc4

4-  A primeira aparição deste disco veio através do lançamento do clipe com o Badaui (Cpm 22 / Medelin), como foi decidido que teria a participação dele neste som?                       

Foi sugestão do Felipe.

Foi tudo pela amizade mesmo.

E ele manda bem no punk rock melódico.

Por isso tivemos certeza que iria ficar como ficou. Excelente!  

5- Quais são os projetos para este ano?                       

Tocar o máximo.

Não só Brasil mas com previsões pro exterior também.  Divulgando sem parar o novo álbum.

Vão sair outros clipes.

E curtir essa ótima fase da banda ao máximo.                   

 

6-  Como esta agenda da banda? Já tem datas marcadas? Alguma tour?                       

O lançamento do álbum DE VOLTA AO JOGO, será no Rio de Janeiro dia 20 de maio. Aí a agenda não para mais. Algumas datas já confirmadas e outras a confirmar. Estou muito entusiasmado com os resultados e a aceitação positiva da galera.                       

 

7- Esse carinho do público é uma forma de levar a banda adiante?                       

Com certeza irmão!

O que mais nos motiva é exatamente o carinho do público. E sabemos o quanto a maioria dos jovens brasileiros passam por dificuldade financeira.

Por isso fazemos questão de tocar e levar informação e diversão para nossos jovens.                       

8- jogo rápido:

 

4 bandas nacionais: : Violator, Dead Fish, Garage Fuzz, Reajuste                     

4 bandas internacionais: Rancid, Biohazard, Minor threat, Iron Maiden                      

1 livro: O coma da privacidade.                      

Família: É a verdadeira amizade, amor e muita compreensão.                       

Norte Cartel: mora no meu coração.                       

Hardcore: É minha vida.                       

Rio de janeiro: nosso lar.                       

Uma música: Um homem na estrada – Racionais.                     

Uma frase:   Frase criada pelo meu pai Seu. José  Pacheco.

“Faça por merecer!  “                    

 

 

 

nc1

9-  Qual temática a banda colocou nas suas letras neste disco? Mudou algo em relação ao lançamento anterior?                       

Não acho que mudou, apenas buscamos fazer tudo muito naturalmente.

Somos radicalmente contra preconceitos, autoritarismo e violência. Somos totalmente contra tudo que é reacionário e conservador. Queremos igualdade e liberdade.

Isso está nítido em todas as letras.                       

 

10- Falando em política que é um tema complicado, tanto direita quanto esquerda estão em níveis exacerbados no cenário atual, como lidar com posturas extremas de ambos os lados?                       

Somos contra quem quer prejudicar a população pobre do nosso pais.

Somos contra quem quer explorar ainda mais os pobres trabalhadores.

Somos contra os políticos quem só apoia banqueiros e empresários.                       

 

11- Como a banda vê todos estes casos de corrupção que envolvem praticamente todos os partidos ?                        

Precisam ser presos e a cultura do brasileiro parar de ser tudo na base do esquema.                       

 

12- Como você vê o norte cartel daqui 10 anos?                        

Cada vez mais unidos e fortes.

Com certeza os méritos virão por conta do nosso trabalho sério e honesto.                       

 

 

13- Qual é a sua canção preferida neste álbum, e porque esta escolha? (pergunta difícil)                       

Curto muito a música “Camponês”.                       

Sem dúvida um hardcore contagiante. Eu fico agitando sozinho quando escuto. Hehehe...                        

14  Hahahaha muito bom!

Quem quer contratar o NC, ouvir, conhecer , onde encontrar ?                       

Nossas músicas estão disponíveis em todas as plataformas digitais.

E quem quiser comprar o disco, merch ou contratar a banda. Só falar conosco. Facebook principalmente.               

Facebook:  https://www.facebook.com/nortecartel/

15- Onde foi gravado / produzido o disco? Quem dirigiu? Quem fez a arte?                        

Foi produzido, gravado e mixado no estúdio DQG, por nosso irmão Davi Baeta.

A arte foi o Júlio Longo nosso baixista, artista gráfico e escritor. Além de ser um grade irmão.                       

 

16- mensagem final:                       

Fora Temer!                       

Um grande abraço a todos que nos apoiam e participam de cada nova fase do Norte Cartel.

nc2

Comentários

comentários

Cremo é idealizador e fundador do Cultura em Peso, Asatrú, amante incondicional da fotografia e da cena underground, na qual vive intensamente há 16 anos. Formado em Redes para Computadores, é ex-vocalista das bandas La Tormenta (Grind) e Dead Bush (Punk), ambas de Minas Gerais. Ouve de Punk Rock a Metal Extremo, tendo como principais bandas na sua playlist Ratos de Porão, Napalm Death, Extreme Noise Terror, Circulo Activo, Amon Amarth, Elluvetie e Lacerated and Carbonized. Literalmente um Viking que não marca território: o mundo é sua morada. Lê constantemente sobre política, religião, história das guerras e a autodestruição humana que não aprendeu até hoje a viver com as diferenças. Some com a cena ou suma dela mesmo, agora!

Matérias relacionadas