Review – Krisiun – Khrophus e Red Razor – Célula – Floripa

krisiunkrhophusredrazor-2

 

*RED RAZOR

A banda de floripa abriu a noite tocando um Thrash Metal que agitou a galera que já estava no célula. A banda tocou várias musicas do álbum Beer Revolution, que bem conhecido do publico, cantou junto. Mesmo as musicas inéditas, “Sour Power” e “Born in South America”, que pegou o refrão rápido no publico que cantou em uníssono. Pena que foi um show curto (por ser bandas de abertura) mas deu pra sentir que a noite já tinha começado muito bem!

*KROPHUS

A banda de Death Metal apresentou o seu show destruidor de sempre tocando as musicas de seu álbum mais recente Eyes of Madness, o trio de floripa com nova formação, sendo o segundo show do novo baixista e vocalista Hugo Lage, que não deixou nada a desejar, já bem familiarizado com o som da banda, fez o célula ir a baixo. E o show ainda contou com uma participação surpresa de Alex Pazetto, ex vocalista e baixista da banda, que cantou “Harvest (Eyes of Madness)” e o publico foi à loucura.

 

*KRISIUN

Chega  o show mais esperado da noite, o trio gaúcho ícone do Death Metal mundial, já começou botando a galera pro mosh, com o show brutal de sempre, a banda não deixou a galera parada em nenhuma musica! O mosh foi gigante com as clássicas como “Black Force Domain” e “Conquerors of Armaggedon”.  Ainda teve um cover de “Ace os Spades” do Motorhead em homenagem ao Lemmy Kilmster… precisa falar que a galera quase se matou de bater cabeça e no mosh?! Que fudido que foi aquilo, melhor homenagem ao falecido ícone que é considerado um deus do “rock n’ roll”. O solo de bateria do Max Kolesne foi uma das coisas mais brutais que alguém possa tocar na bateria. Sempre bom rever o show da banda que foi uma das minhas preferidas da adolescência, sem palavras pra uma noite sensacional, de muito metal extremo!

 

Resenhas Smoke

Confira as fotos realizadas por Manuella Pelegrinello:

Comentários

comentários

Cremo é idealizador e fundador do Cultura em Peso, Asatrú, amante incondicional da fotografia e da cena underground, na qual vive intensamente há 16 anos. Formado em Redes para Computadores, é ex-vocalista das bandas La Tormenta (Grind) e Dead Bush (Punk), ambas de Minas Gerais. Ouve de Punk Rock a Metal Extremo, tendo como principais bandas na sua playlist Ratos de Porão, Napalm Death, Extreme Noise Terror, Circulo Activo, Amon Amarth, Elluvetie e Lacerated and Carbonized. Literalmente um Viking que não marca território: o mundo é sua morada. Lê constantemente sobre política, religião, história das guerras e a autodestruição humana que não aprendeu até hoje a viver com as diferenças. Some com a cena ou suma dela mesmo, agora!

Matérias relacionadas