Entrevista com Cretinos e Calhordas

Quando a banda começou as atividades qual era o objetivo principal?

Bem quando a banda começou o intuito era tocar Ramones. Eramos basicamente uma banda cover.Começamos a criar algumas músicas. Cerveja e Putaria foi a primeira.Quando houve um desentendimento com o antigo vocalista eu Jorge assumi os vocais e comecei a criar mais letras. Aí vimos que podíamos parar de tocar covers e se dedicar a nossas próprias composições.
Na música garota hardcore, houve inspiração em alguma garota especifica?

A música garota hardcore é composição do nosso baterista Diego Kakaroto.
Não sei, se ele se inspirou em alguém.
Acho que está mais para o padrão ideal de mulher que ele almeja.
Como diz a música, ela é a mina que quero do meu lado rsrs.
Como vocês vêem a cena atualmente para o punk rock?
O punk sempre foi meio marginalizado.
Escuto as vezes de alguns amigos músicos que o estilo musical é pobre de musicalidade.
Para mim estão todos errados, muitas bandas não existiriam hoje se não houvesse aparecido o punk.Para mim é incrível poder passar os sentimentos de raiva, revolta e emoção com três ou quatro acordes.Existem muitas bandas boas atualmente aqui mesmo em BH :
Consciência Suburbana, UsBr,Scarro,P4HC,Posseso e muitos outros.Mas sentimos as vezes que algumas portas se fecham quando dizemos que tocamos punk rock.O punk sempre esteve aí para passar uma mensagem de indignação ao sistema.Então calar o o punk é calar a verdade.Pelo menos em BH, vejo que com a atual situação brasileira a cena punk está ativa e cada vez mais indignada com essa corja que nos governa.
Cretinos e Calhordas, de onde surgiu o nome? Vocês acreditam que esse nome pode atrapalhar a visão do cenário punk?
Na necessidade de um nome para a banda. Eu e o batera íamos falando as coisas mais ridículas possíveis e rolando de rir.
Até que juntamos duas palavras dos nomes ridículos anteriores como: cretinos punk rock.
Calhordas do HC.
Assim surgiram os Cretinos e Calhordas.
Não acho que o nome pode nos atrapalhar.Temos músicas tão polêmicas,tipo Zé Buceta (é a que o povo acaba ficando fã ) Cerveja e Putaria,Morra que acho que o nome da banda acaba sendo o de menos rsrsrs.
Somos Cretinos e como diz nossa música estamos tocando o fodas.
Jogo rápido:
4 bandas nacionais: Garotos podres, Calibre 12, Velhas virgens e Zumbis do espaço

4 bandas internacionais: Ramones, Rancid, Bad religion e Misfits

1 cd: Loco live Ramones

1 livro: A estrada da noite de Joe Hill

Família: é a base de tudo

Punk rock: É vida

Uma frase: Se você quer muito uma coisa, todo universo conspira a seu favor
Onde encontrar material da banda?
As pessoas podem nos achar no Spotify.
Dezzer,SoundCloud e Youtube .
Temos também nossa página no Facebook, e nosso perfil no Instagram se a galera quiser nos seguir serão muito bem vindas .
Vamos sair agora na coletânea BH do Barulho vol.3 .
E estamos em processo de gravação para lançar nosso primeiro cd que sairá em breve.E temos algumas apresentações em vista nesse meio tempo.
Como esta a agenda do grupo?

As pessoas podem nos contatar pela nossa page no Facebook ou nosso perfil no Instagram

Contatos :

As pessoas podem nos contatar pela nossa page no Facebook ou nosso perfil no Instagram

Mensagem final:

A mensagem que queremos passar: Sejam livres para dizer o que quiserem e pensar como quererem,sem se preocupar com os padrões impostos pela sociedade
Galera independente e underground vamos nos unir, metal,punk e rock in rooll
Juntos somos mais fortes
Vamos tocar um fodas nessa sociedade rock in rooll é o caminho .
Cultura em peso
Muito obrigado pela moral dada a nós 🤘🤘🤘🤘🤘🤘🤘🤘
Somos muito gratos a vocês .

 

Comentários

comentários

Cremo é idealizador e fundador do Cultura em Peso, Asatrú, amante incondicional da fotografia e da cena underground, na qual vive intensamente há 16 anos. Formado em Redes para Computadores, é ex-vocalista das bandas La Tormenta (Grind) e Dead Bush (Punk), ambas de Minas Gerais. Ouve de Punk Rock a Metal Extremo, tendo como principais bandas na sua playlist Ratos de Porão, Napalm Death, Extreme Noise Terror, Circulo Activo, Amon Amarth, Elluvetie e Lacerated and Carbonized. Literalmente um Viking que não marca território: o mundo é sua morada. Lê constantemente sobre política, religião, história das guerras e a autodestruição humana que não aprendeu até hoje a viver com as diferenças. Some com a cena ou suma dela mesmo, agora!

Matérias relacionadas