SILVER MAMMOTH: novo trabalho do grupo já pode ser adquirido em pré-venda

SILVER MAMMOTH: novo trabalho do grupo já pode ser adquirido em pré-venda

  A banda paulista SILVER MAMMOTH acabou de anunciar o período de pré-venda do seu novo trabalho, intitulado “Silver Mammoth Singles”. Para garantir o seu exemplar com desconto, acesse: silvermammothband.com .Lá você terá várias formas de pagamento, ou se preferir, envie um e-mail para: [email protected] Garanta já o seu com desconto. O referido material será lançado no próximo mês de julho, nos formatos digital e vinil 7”. A produção contou com as assinaturas de Marcelo Izzo e Rafael Agostino. A arte da capa de “Silver Mammoth Singles” foi composta pelo…

Leia mais aqui

Lacerated and Carbonized: Narcohell – Resenha do disco

Lacerated and Carbonized: Narcohell – Resenha do disco

Nota: 10 Famosa, peculiar, conhecida no mundo inteiro como a capital das belas praias e belas mulheres, o Rio de Janeiro esconde uma face oculta, violenta, rebelde, impune, corrupta e ceifadora de inocentes. Neste meio de ruas entre arco iris e caos, surgiu o Lacerated and Carbonized, representantes da nova geração do Death Metal, brutal impiedoso, técnico, pesado e claro, veloz! Desmistificando que as terras cariocas são apenas “Futebol, carnaval, pagode e samba”, eles traze em suas letras realidades que vão na contra mão dos programas de TV, propagandas bem…

Leia mais aqui

BurnKill: “Guerra e destruição” – Review

BurnKill: “Guerra e destruição” – Review

                Originaria de Pouso Alegre, Minas Gerais, e toca um Old School Thrash e Death Metal Com um álbum bastante maduro denominado “Guerra e destruição”, contendo 8 faixas de destruição, instrumental poderoso e pesado, letras totalmente em português, alto e claro, abordando sempre temas polêmicos que mesmo não sendo tão incomuns foram trabalhados de forma tão efetiva que todas as faixas são altamente interessantes e únicas, algo que merece muito valor hoje em dia. Desta para segunda faixa “vivendo uma ilusão”, que soou como uma grande crítica a pessoas acomodadas,…

Leia mais aqui

Demolition: Manipulation of Tragedy – Review

Demolition: Manipulation of Tragedy – Review

                  Thrash Metal original de Governador Valadares, Minas Gerais, nos apresenta o EP “Manipulation for Tragedy” lançado em abril de 2016, com quatro músicas inéditas porém não tão diferentes, trazendo uma proposta já conhecida por muitas bandas do mesmo estilo, mas com um som pesado e agressivo que não deixa desagradar os apreciadores do estilo, é sentido o toque de influências como Exodus e Sadus.                 Partindo daí, espere encontrar muito agitação e sonoridade rápida, um destaque para a faixa “Manipulaton”, que contém uma ótima melodia e riffs bem…

Leia mais aqui

Review Sepultura Machine Messiah

Review Sepultura Machine Messiah

Nota: 08 Começo esse review com uma volta ao passado: Sepultura foi uma das primeiras bandas de Heavy Metal que eu comecei a curtir. Escutar o Arise lá nos idos de 1992 era uma porrada mental. Desde ali acompanhei a banda curtindo cada lançamento até a fatídica divisão da banda e o retorno do Sepultura com seu novo vocalista. Por mais que desejasse curtir os novos lançamentos da banda, duas coisas sempre me incomodaram: primeiro o vocal do Derrick Green que nunca foi unanimidade entre os fãs e que nunca…

Leia mais aqui

Vulcano: Álbum XVI vem com status de se tornar clássico do thrash metal

Vulcano: Álbum XVI vem com status de se tornar clássico do thrash metal

  Quando o assunto é Vulcano, desenvolver elogios se torna tarefa difícil se não quiser falar de areia no deserto, no chover no molhado. A importância da banda para o metal sul americano é imprescindível, fiel ao estilo, que de certa forma se tornou muito próprio da banda, trabalho após trabalho eleva o nível de qualidade. Engana-se quem acredita que o grupo se escora no status de pioneiros do metal extremo na América do Sul para se manter de pé, credenciados por três grandes tours em alto nível em solo…

Leia mais aqui

O espirito do Underground vive, Coletânea o Subsolo

O espirito do Underground vive, Coletânea o Subsolo

É dentro do underground que o espirito do rock n roll mantem-se vivo no Brasil. Graças as iniciativas espontâneas de quem realmente vive e ama o rock’n’roll e o estilo de vida que isso representa que esse gênero musical, que vai muito além da música ainda pode ser curtido pelos seus amantes. Graças a isto que muitos sons de qualidade ainda surgem e mantêm o cenário vivo, que bandas sobrevivem anos a fio mesmo sem retorno financeiro e festivais independentes e alternativos resistem mesmo contando com uma lucratividade quase zero…

Leia mais aqui

Gus Monsanto – Karma Café

Gus Monsanto – Karma Café

Nota: 9,0 É um prazer estrear minhas reviews aqui no Cultura em Peso justamente com esse disco! Não só porque o Gus Monsanto (Angel Heart, Adagio, Revolution Renaissance, Human Fortress, Symbolica) dispensa apresentações e é uma das maiores vozes do Metal brasileiro (e por que não dizer internacional?) mas porque o disco faz jus ao talento dele (não apenas como vocalista mas também como compositor) e dos músicos que o acompanham de forma impecável. Confesso que pra mim “Karma Cafe” foi uma gratíssima surpresa, não pelo talento e pela qualidade, que…

Leia mais aqui

Hell on Earth – Visceral Slaughter review

Hell on Earth – Visceral Slaughter  review

  O norte brasileiro tem grandes talentos no underground. E é de lá que vem uma máquina de fazer metal chamada Visceral Slaughter, formada por todos os membros da antiga Anonymous Hate. Em mãos “Hell on earth” full do quarteto do Amapá, disco este gravado no Studio In Khaoz, produzido por Alberto Martinez e Fabricio Goes (Membros da banda). O disco começa com uma intro de música clássica (Camille Saint-Saëns – Danse Macabre) prescedendo o terror do death metal amapaense, Nuclear Holocaust faixa numero dois, é uma predada violenta na orelha,…

Leia mais aqui

Unvorsum – Exception – Review

Unvorsum – Exception – Review

Unvorsum a banda Exception traz 5 petardos do melhor do Death Metal. A qualidade é gringa, mas a banda é nacional, mais expecificamente oriunda da terra de praias, comente conhecida co Ilha da magia, Florianopolis. Produzido por Exception E Bruno Anana, teve baterias gravadas gravadas no “Chagas Stúdio”. A primeira música tem uma intro que lembra os filmes de terror, singelos com músicas de criança, uma espécie de caos anunciado, e é isso que Disintegration of the human mass faz, traz um peso dilacerador onde guitarras e bateria fazem um…

Leia mais aqui

Resenha The Lynching – Sagrav

Resenha  The Lynching – Sagrav

  Direto de Chapeco – SC surgiu a Sagrav, banda nova, um bebe enraizado nas entranhas do metal. O EP “The Lynching” com quatro faixas, mostra que o potencial dos catarinenses pode ser explorado e deixa uma sensação que quando chegar o primeiro full leight da banda, vira uma pedrada atrás da outra. Melancolico e mórbido, é assim que inicia o ep com a faixa “Intro” que termina de forma sombria para o inicio meio “doom” de “Dark Fellings” com pitadas de thrash metal. “The Lynching” terceira música do ep,…

Leia mais aqui

In Soulitary – Confinement

In Soulitary – Confinement

O álbum da banda paulista produzido mixado e masterizado por Denis Di Lallo traz 13 faixas que buscam a essência do heavy metal. Instrumentalmente a banda permanence muito bem alinhada em todas as faixas, o vocal em alguns instantes peca mas em seguida consegue se recompor. Numa versão mais oldschool do heavy metal “Behind the Rows” quarta faixa, explora dos solos muito bem desenvolvidos com um sincronismo excelente entre bateria e baixo. Devils Playground é um dos destaques deste álbum, cadenciada, com bases solodificadas e vocais concentrados. Deep Fear pode…

Leia mais aqui

Doomwitness – Imperious Malevolence – review

Doomwitness – Imperious Malevolence – review

  “Doomwitness” produzido no estúdio Avantgarde em Curitiba por Maiko Thomé e pela banda. Oferecer 10 petardos muito bem distribuidos em 40 minutos de muito caos brutalizado em melodias do death metal. A arte digital do encarte foi feita por Anderson L.A (Natureza Morta), que já trabalhou com o Imperious Malevolence no conceito artístico dos álbuns anteriores da banda. Entre “Where Demons Dwell” de 2006 até “Doomwitness” houve um hiato de 8 anos praticamente, onde teve o single “Priests of Pestilence” lançado em 2011. Mesmo trocas de formação a Imperious…

Leia mais aqui

ANTHOLOGY – Axecuter – Review

ANTHOLOGY – Axecuter – Review

  A banda paranaense formada no inicio de 2010 Axecuter tem o excelente trabalho “ANTHOLOGY”. O cd inicia com “Bangers prevail”, faixa que demonstra uma pegada responsavel pela cara da banda, altamente oldschool, com linhas de baixo prevalescentes. Por se tratar de uma compilação a qualidade no cd varia, a faixa “The axecuter” aparece em dois momentos no cd, demonstrando evolução da banda de um momento para o outro. Pegada rápida com linhas de guitarra e bateria muito sincronizadas. Ritual of decibels é outra faixa repitida mais cadenciada ideal para…

Leia mais aqui

Resenha Rock Errado – Seu Juvenal

Resenha Rock Errado – Seu Juvenal

 Talvez você nunca tenha ouvido falar,  mas como o Brasil é muito grande, nós vamos entender. Mas nos estamos falando agora  de um dos pilares do velho rock de Minas Gerais, eu disse rock e não metal …. Seu Juvenal é uma das bandas mais emblemáticas do triângulo mineiro, situada em Uberaba eles tem muita história pra contar … Irreverentes,  eles lançaram em 2015 um LP chamado “Rock errado” … O quarteto demonstra que a pegada 0itentista  se mantem como marca registrada deles,  flertando também com um lado progressivo eles…

Leia mais aqui

Eridanus – Resenha Helltherapy

Eridanus – Resenha Helltherapy

  HellTherapy É mais uma obra da escola gaúcha consagrada por trazer ao mundo ótimas bandas. O disco foi lançado de forma independente, tem pontos a melhorar, mas ficou uma grande porrada. A intro não agrada muito, mas ja na segunda faia pode-se sentir o peso oferecido pelo quinteto. Uma fusão do metal tradicional com hard rock, com bases estruturadas, e uma bateria muito bem cadenciada, vocais muito bem afinados  e rasgados quando necessários. Roger Fingle foi quem produziu a banda na gravação ainda fazendo mixagem e masterização. Addicted Man…

Leia mais aqui

“Em nome do medo”, um tributo brasileiro ao Moonspell

“Em nome do medo”, um tributo brasileiro ao Moonspell

“Em nome do medo – a brazilian tribute to Moonspell”, um tributo brasileiro à maior e mais prestigiada banda de Heavy Metal portuguesa, Moonspell. Idealizado, organizado e promovido pela Heavy and Loud Press e The Burn Productions, o projeto reunirá 18 bandas brasileiras que prestarão uma justa homenagem aos mestres do Dark Metal, Moonspell. Seu lançamento será inteiramente online, disponibilizado para download gratuito, e está previsto para 31 de outubro de 2014 – dia de Halloween. O tributo contará com 18 bandas de dez estados brasileiros diferentes, de praticamente todas as regiões do país: Nordeste, Sudeste,…

Leia mais aqui

Resenha “Vivendo de absurdos – Os Maltrapilhos”

Resenha “Vivendo de absurdos – Os Maltrapilhos”

  Escutar os Maltrapilhos  é sentir o vento da estrada, a sensação de estar na rua, é viajar entre o protesto, a rebeldia, e a liberdade. Para quem acompanha o grupo, e conhece todos os sons da banda, sabe do que estou falando, hoje muito em primeira pessoa. Os Maltrapilhos são um som puramente punk rock, simples e bonito de se ouvir. Com 20 anos servido o punk rock, situados em Brasília, talvez o lugar mais inspirador para uma banda de punk rock, posso dizer não tão inocentemente que classifico…

Leia mais aqui

Caminhos de dor – Cervical HC

Caminhos de dor – Cervical HC

Ja tem tempo que saiu, mas nunca é tarde pra se falar do que é bom. Qual o caminho da dor? Tantas pessoas ao longo do tempo dizem ter trilhado este caminho e muitas delas não sabem como chegaram nele … Cervical é hardcore carioca, mais precisamente de Macaé. O grupo já é uma referência nesta região que é muito bem servida de bandas, e tem se expandido cada vez mais na cena HC , num estado em que o (samba) rock esta muito bem servido. “Caminhos de dor” é…

Leia mais aqui

Pogo Pogo Zero – Demo

Pogo Pogo Zero – Demo

Tenho aqui em mãos esta obra do Pogo Pogo Zero, banda de hardcore catarinense. O grupo que esta na luta desde 2003, lançou este material em 2013. Confesso que não conhecia a banda,  e fiquei surpreendido com a qualidade. Nenhuma banda gosta de comparações, mas me lembra de leve o hardcore do  “NO INNOCENT VICTIM”. São 4 musicas de muito peso,  transparecendo ódio e não conformismo com a atual situação, letras que expressão violência,  toda sujeira humana, e  ate mesmo a corrupção religiosa das igrejas. Minha preferida fica por conta…

Leia mais aqui

Ground Zero Conflict – Juggernaut

Ground Zero Conflict – Juggernaut

Oriundos de Timbó – Santa Catarina estes guerreiros são obra da resistência autoral na cena do metal catarinense. Tenho em mãos o bem trabalhado “Ground Zero Conflict”, album  da banda Juggernaut, este que conta com 7 músicas das quais destaco Faces of war. Envolvido em melodias e brutalidade este full da Juggernaut tras 33 minutos de muita pancadaria concentrada extraindo o máximo que o thrash metal pode oferecer. Destilando odio e violência, o grupo se apresenta impecavel na agressividade dos riffs, nas viradas e na cadência das musicas. É notavel…

Leia mais aqui
1 2 3